Empreendedorismo

3 fatores fundamentais para quem quer construir a própria história

20/03/2015 • por meuSucesso .com

A história do empreendedor Marcus Hadade é um exemplo prático disso

Para quem olha de fora, muitas vezes, o empreendedor que assume um negócio da família é visto como alguém que teve vida fácil e recebeu tudo na mão. Na prática, entretanto, as coisas são um tanto diferentes. Assumir a responsabilidade de tocar um negócio consolidado pode ser muito maior do que a de construir o seu próprio do zero. Além disso, a capacidade de quem toma a frente da empresa será posta à prova a cada oscilação do mercado e se ele não for, de fato, competente e capaz de conduzir por contra própria o empreendimento herdado, de nada terá adiantado a "facilidade" de não ter precisado criá-lo.

A história do empreendedor Marcus Hadade, fundador da Arizona, empresa de serviços e soluções de comunicação integrada líder em cross-mídia no Brasil e na América Latina, é um exemplo prático de como a capacidade de reinventar um negócio de família é fundamental para fazê-lo crescer. A companhia, que hoje é um exemplo de sucesso no mundo todo, teve como embrião uma pequena gráfica que ele fundou com o pai e o irmão. Hoje, 17 anos depois, o negócio tocado por Hadade fatura R$ 83 milhões por ano.

Marcus Hadade foi o entrevistado desta semana no Insight Lite e compartilhou uma série de fatores que foram - e continuam sendo - importantes para seu sucesso. Abaixo, elencamos alguns deles. Confira:

Estudar

O envolvimento da família com o mundo dos negócios foi decisivo para o desenvolvimento em Marcus Hadade o interesse pelo empreendedorismo. Ele conta que desde pequeno respirava o assunto em casa e que o pai foi fundamental para a construção de sua futura carreira como empresário. Mas isso não seria suficiente se ele não tivesse se dedicado ao assunto. Mais do que ensino formal, o empreendedor buscou e continua buscando sempre informações e conhecimentos sobre o setor em que atua. Quando criou a Arizona, por exemplo, nem ele, nem o irmão tinha conhecimento sobre o mercado gráfico. Mas foi estudando e pesquisando o mercado que descobriram o nicho que lhes garantiu uma entrada diferenciada no mercado.

Visão

Dois grandes momentos da Arizona têm como eixo a capacidade de visão dos empreendedores envolvidos no negócio. O primeiro foi antes de sua criação, quando o pai de Marcus viu um anúncio num jornal oferecendo máquinas de impressão de uma gráfica que estava fechando. Ele fez um cálculo e viu que o valor que estava sendo pedido era menor do que o que ele gastava pagando os custos de impressões da empresa que tinha na época. Foi quando ele comprou os primeiros equipamentos, que mais tarde deram origem à Arizona. 

Outro momento foi quando a empresa já estava consolidada no segmento gráfico, mas uma mudança no comportamento do mercado dava indícios de que em algum tempo o modelo de negócio adotado pela companhia poderia gerar dificuldades. Para não comprometerem a qualidade do serviço que ofereciam, mas também não se exporem aos riscos de prejuízos, mudaram o foco de atuação e cresceram ainda mais.

Relacionamento

Marcus destaca que sempre teve facilidade para construir boas relações e que esse foi e é um dos fatores mais importantes para seus negócios. Desde quando fundou a empresa, passando pela mudança em seu foco de atuação até hoje, o networking tem sido fundamental. E, sobre esse assunto, ele destaca que existem duas maneiras de se criar bons relacionamentos e que a segunda é mais eficiente para o  longo prazo. A primeira, é a de interesse: criar um vínculo para vender um produto, faturar e pronto. A segunda é a de confiança, feita sem interesse, baseada na parceria e ajuda mútua, mas que pode gerar ótimos resultados quando surgir a oportunidade de oferecer um serviço ou produto.

Confira a íntegra da entrevista: https://meusucesso.com/conhecimento/cursar/insight-lite-19/?aula=98

Comentários