Finanças

To The Point: como garantir a saúde financeira da sua empresa

13/03/2015 • por meuSucesso .com

Existem duas palavras-chave que resumem bem o tema finanças: planejamento e disciplina

Na edição desta semana do To The Point, Sandro Magaldi, CEO do meuSucesso, recebeu Márcio Iavelberg, sócio da Blue Numbers Consultoria Financeira. Com base nas experiências de empreendedores que foram tema dos nossos estudos de caso - como Flávio Augusto da Silva, Eloi D'Ávila e Arri Coser - o especialista deu uma série de dicas para que empreendedores de todos os níveis organizem melhor suas finanças e garantam a saúde de seus negócios.

Para Márcio, existem duas palavras-chave que resumem bem o tema finanças: planejamento e disciplina. Ele elenca esses dois elementos como requisitos básicos para que qualquer negócio tenha saúde financeira e os destrincha em um conjunto de práticas que precisam ser adotadas.

Confira abaixo as dicas de Márcio Iavelberg que vão ajudar você a cuidar melhor das finanças da sua empresa:

Separe a empresa do empresário

Um dos principais problemas relacionados a finanças no campo empresarial é a confusão entre contas de pessoas jurídicas e físicas. Márcio sugere que, mesmo no caso de pequenos empreendedores, que estão começando, ainda atuando de casa, haja uma iniciativa de separação. Ele afirma que quando a situação fica desordenada, é muito difícil reverter, mesmo quando o negócio cresce, porque a prática é absorvida à cultura do empreendimento. Sobre isso, uma declaração do empreendedor Geraldo Rufino, que também foi tema de um estudo de caso no meuSucesso, é muito clara: "Quando entrar um dinheiro extra, invista no negócio. Um negócio forte sustenta você. Você, mesmo forte, não sustenta o negócio".

Planeje bem

O Brasil, ao mesmo tempo em que tem uma das maiores taxas empreendedoras do mundo, também amarga altos níveis de mortalidade empresarial. E, de acordo com levantamentos do Sebrae, problemas financeiros são a principal causa. Márcio ressalta que planejar bem é fundamental para evitar esse tipo de problema. Isso significa: estudar para conhecer os movimentos do mercado e prever cenários; vincular sempre a previsão de despesas à de receitas; separar custos variáveis dos fixos; etc.

Tenha boas ferramentas de gestão

Utilizar ferramentas que permitam acompanhar com clareza a situação financeira da empresa é outro ponto importante citado por Márcio. Se for o caso, é preciso ter diferentes planilhas e cruzá-las sempre que for necessários. 

Acompanhe com atenção o fluxo de caixa

Não é raro encontrar histórias de empresas que dão resultados mas quebram. Isso acontece devido ao descompasso entre a estratégia e o fluxo de caixa. Uma empresa pode, por exemplo, conseguir converter muitas vendas, mas ter um nível muito alto de inadimplência e se prejudicar por isso. No geral, Márcio sugere ter uma planilha de fluxo de caixa com previsões para os próximos 90 dias.

Tenha reservas

De cidadãos comuns a tesouros nacionais, essa é uma regra de ouro. Ter reservas é indispensável para a saúde financeira de qualquer pessoa, empresa ou mesmo Estado. Isso garante uma relativa blindagem para momentos de crise e também permite a formação de caixa para investimentos futuros. Márcio ressalta que quanto mais for possível reservar, melhor. Mas, levando em conta a realidade das empresas, fazer reservas entre 10% e 30% já é considerado satisfatório, afirma o especialista. 

Veja no link a íntegra do bate papo entre Sandro Magaldi e Márcio Iavelberg: https://meusucesso.com/conhecimento/cursar/to-the-point-12/?aula=95

Comentários