Empreendedorismo

Insight: como planejar meu negócio para ser uma franquia

4/09/2015 • por meuSucesso .com

No Estudo de Caso de Carlos Wizard, você confere como o empreendedor utilizou o sistema de franquias para expandir o negócio

Quando você planejou a sua empresa ou o seu negócio, você definiu alguma estratégia de escabilidade? Aliás, você sabe o que é escabilidade? Um negócio escalável é aquele que é planejado para se expandir, para que tenha continuidade, ou seja, pronto para a expansão! Um exemplo de sucesso quando o assunto é expansão é a rede de escolas de idiomas Wizard! Sabe quantas franquias o grupo possui? A marca já ultrapassou mais de 1200 escolas e não para de crescer!

O fundador da rede, Carlos “Wizard” Martins, é protagonista do Estudo de Caso do meuSucesso.com. Em seis episódios semanais contamos desde o início da carreira empreendedora até os planos futuros de grandes nomes do empreendedorismo brasileiro. Nesta semana é a vez de aprender como planejar o seu negócio para ser uma franquia, ou seja, exatamente o que Carlos Martins fez ao fundar a rede de idiomas Wizard.

O processo de estruturação de uma franquia é complexo e para que o desafio se concretize é preciso analisar uma série de fatores, como por exemplo:

  • Questões legais da empresa
  • Planeje a sua empresa para ser uma franquia
  • Escolha as regiões e cidades para a expansão
  • Crie mecanismos de repasse de informação
  • Elaborando contratos para a franquia
  • Divulgando a franquia

Há diversas formas de buscar suporte para questões como essas. O meuSucesso.com possui um vasto conteúdo sobre o tema, que vão desde aulas práticas até matérias como essa focadas na expansão do negócio. Confira aqui a série de aulas que a plataforma oferece aos seus alunos.

Questões legais da empresa

Antes de tomar qualquer atitude referente a expansão do negócio, certifique-se que todas as questões legais que envolvem a empresa estejam devidamente em ordem. Lembre-se de checar o registro da marca e se foi feito adequadamente. Ser um franqueador implica nos plenos diretos de marca para que você não tenha problemas futuros.

Planeje a sua empresa para ser uma franquia

Antes de qualquer coisa, você deve elaborar um plano de ação detalhado incluindo os aspectos que dizem respeito aos planos financeiros, pensando já tanto no franqueado quanto no franqueador.

Lembre-se de incluir no seu planejamento todos os tipos de taxas que podem ser combradas em um processo de expansão, como por exemplo, taxa de franquia, royalties e outras. Não se esqueça de que um negócio preparado para ser uma franquia precisa ter bem claro o que é esperado do fluxo de caixa, como também o prazo pretendido para o retorno do investimento inicial do seu franqueado.

Escolha as regiões e cidades para a expansão

Depois de projetar um planejamento incial, a próxima etapa é saber as cidades e regiões onde você pretende instalar a sua franquia. Isso é importantíssimo no início do projeto, pois o sucesso da sua empresa irá depender do crescimento da mesma.

As primeiras unidades da sua loja servirão como um “cartão postal”, ou seja, terão o objetivo de disseminar a sua marca, conceito e produto pela região onde você está se instalando.

Crie mecanismos de repasse de informação

Pense as vantagens que você irá oferecer ao seu franqueado. Por que alguém iria querer se tornar franqueado de um negócio novo? As razões são muitas, desde o baixo investimento até a vontade de crescer junto com você por simplesmente acreditar na sua ideia. Mas, você deve demonstrar que a sua rede tem potencial de crescimento.

A melhor maneira de conquistar é oferecendo um manual de operação da franquia. Você deverá detalhar todos os processos, que vão desde a instalação até o funcionamento da loja e o processo de logística.

A maioria dos franqueados procuram um negócio que não é preciso começar do zero. Assim, muitas pessoas vão contar com a experiência que você adquiriu e é preciso repassar isso. Treine e oriente o seu franqueado e passe o máximo possível de informação.

Elaboração dos contratos

É essencial elaborar contratos que irão determinar as relações entre franqueador e franqueado. Franquia sem uma definição jurídica de controle está destinada ao fracasso. Se você não elaborar ou contratar uma empresa específica em contratos, sua empresa poderá ter muitos problemas ao ponto de atrair pessoas de má fé que podem querer se aproveitar do seu know how e depois ir embora. Com um contrato e questões regulamentadas você consegue controlar isso.

Um dos documentos mais importantes nesse caso é a Circular de Oferta de Franquia (COF), em que deverá constar informações referentes a organização do franqueador, de sua situação legal e financeira da empresa. Além de informar sobre os investimentos que o franqueado terá de fazer, como os pagamentos que irá realizar.

Divulgando a franquia

Os melhores locais e canais para vender e oferecer parceria são feiras de negócios, seminários e palestras. Sites especializados em franchising e revistas são ótimas plataformas para divulgar sua marca.

A melhor maneira de demonstrar que você é uma boa opção é deixar bem claro seu nível de profissionalismo. Para isso, você deve seguir os passos listados anteriormente. Este segmento está cada vez mais sobrecarregado e há diversas companhias competindo por um espaço.

Veja o episódio 3 na íntegra: https://meusucesso.com/noticias/pre-estreia-do-novo-estudo-de-caso-uma-historia-que-vai-dar-vida-nova-a-antigos-conceitos-832/

Comentários