Empreendedorismo

Inspirado pela história de Rony Meisler, aluno transforma um limão em uma limonada bem doce.

30/06/2016 • por meuSucesso .com

Luiz Pequeno, fundador da marca Virá, é fã do fundador da Reserva

O aluno do meuSucesso.com Luiz Pequeno criou a marca de roupas Virá em 2008. A ideia da marca é dar espaço para ilustradores, designers, professores, publicitários, músicos, pastores, empresários, missionários, ou seja, pessoas de diversas áreas, unidos não por um vínculo empregatício, mas por uma causa em comum: anunciar as boas novas de Cristo por meio da moda. São mensagens cristãs estampadas em camisetas, moletons, acessórios, entre outros produtos.

Na manhã da última quinta-feira, mais precisamente às 5 da madrugada, a loja Virá, localizada no bairro Campina do Siqueira, em Curitiba, foi invadida e diversas peças foram levadas. Apesar de tímido, Luiz sempre usou o bom humor para se expressar e desta vez não foi diferente; com a inspiração do caso da Reserva, que Rony Meisler aproveitou o assalto na loja do bairro Jardins em São Paulo, para impulsionar uma campanha de marketing, Luiz embarcou nessa ideia também.

Segundo Luiz o susto foi grande, mas ao lembrar da história do Rony, seu ídolo no empreendedorismo, logo ele transformou este limão em uma limonada. “Criei uma ação de marketing no site e já nas primeiras horas a página saiu do ar devido aos milhares de acessos simultâneos. Foi um sucesso”, conta o assinante da plataforma.

Na página do Facebook ele anunciou numa foto com cabides da marca Virá vazios: “se o ladrão ganhou, nossos amigos também vão ganhar, e acrescenta, não é justo ter promoção para o ladrão e não ter para os nossos amigos. Por isso, resolvemos ajustar esse negócio, já que não podemos colocar tudo de graça por 5 minutos novamente, resolvemos liberar um número limitado de cupons com R$ 20,00 de desconto em qualquer produto da loja. Para usar é simples: ao fechar a compra no carrinho, basta usar o cupom “OHGLORIA” para ganhar R$20 Temers de desconto na hora da compra. Avise seus amigos e corre, que nem sempre o patrão fica maluco desse jeito".

Esta empatia com a Reserva não foi sempre assim, Luiz conta que tinha  preconceito e achava a marca de play boy, não entendia muito as campanhas que abordavam os preconceitos e, muitas vezes, sentia-se ultrajado, como na campanha “Somos todos macacos”. Isso começou a mudar quando o empreendedor assistiu a um vídeo de Rony no youtube, em 2014, pelo qual descobriu que o carioca da zona sul tinha um senso de humanidade surpreendente, que ele desconhecia até então.

“Neste vídeo o Rony falava que as marcas normalmente criam um lifestyle e o consumidor faz o favor de comprar esta ideia, porém, na Reserva o caminho estava sendo trilhado de outra forma. Primeiro se entendia o que os amigos e o consumidor desejavam e a partir disso a marca começava a fazer parte das pessoas criando um ambiente e um produto para elas”, explica Luiz.

A partir de então, o fundador da Virá começou a se inspirar na maneira de empreender de Rony, assistir à palestras, todos os vídeos que encontrava na internet e não tem receio de falar “Eu copio mesmo o que a Reserva faz, é uma referência poderosa para mim, mas eu estou numa realidade diferente e me adequo a isso. Usar uma estratégia de marketing, de forma bem humorada, num momento de prejuízo, só me fez ter uma Insight poderoso. Quero partir para uma ação social na comunidade carente aqui do bairro”, conta o aluno

A empatia e admiração pelo fundador da Reserva é tão grande e inspiradora que Luiz veio até o meuSucesso.com em São Paulo para assistir à gravação do Talk Show do empreendedor e depois ofereceu um presente personalizado e pediu para acompanhá-lo no táxi até o aeroporto para poder ter mais um tempo de conversa. Rony aceitou e parece que Luiz causou uma boa impressão, pois a ação de marketing sobre o roubo na loja dele foi compartilhada pelo Rony.

“Conheci o Luiz Pequeno tem coisa de um mês, dono da marca Virá, o cara era mega fã da Reserva e aluno do meuSucesso.com. Ele foi de Curitiba a São Paulo para acompanhar a gravação de um dos meus episódios sem nada avisar e no final pediu para ir comigo no carro até o aeroporto para um mentoring. Moleque esperto e bacana demais! Acho que dei boas dicas, hehe! Enfim, nesta madrugada a loja do Luiz foi assaltada e ele me mandou uma mensagem dizendo que seguiria o exemplo da Reserva e ao invés do mimimi ele transformaria o assalto numa limonada. Igual a que fizemos em 2013. A coisa que eu mais gosto na vida é quando impactamos as pessoas através dos nossos exemplos! Vida longa ao Luiz e a sua Virá”!”, escreveu Rony

Luiz fala que o Estudo de Caso do Rony está trazendo muita inspiração nestas últimas semanas, no sexto episódio destaca que o empreendedor fala que não podemos parar, não se acomodar, sempre inovar.

“Sigo o exemplo do Rony, quebrar esta ideia tosca de que o cara só vai usar o seu produto é um dos exemplos que quero seguir, já vendo os acessórios da Wad na minha loja, como a Reserva vende tênis da Vans, New Balance. É o projeto Penetras, em que a Reserva faz parceria com outras marcas. Estou em outro contexto, mas utilizo estas ideias inovadoras e está dando muito certo”, confessa Luiz

 

 

 

Comentários