Empreendedorismo

Brasileiro faz carreira brilhante no renomado Instituto de Tecnologia de Massachusetts

18/07/2016 • por meuSucesso .com

Matheus Tomoto conta, nesta reportagem, como conseguiu entrar no MIT

Matheus Tomoto tem 25 anos de idade, nasceu em Sorocaba, interior de SP, em uma família bem estruturada financeiramente. Proprietários de uma empresa que atendia toda a América Latina, tinham uma vida muito confortável e próspera. Porém, quando Matheus completou 8 anos de idade, a empresa faliu e a família adquiriu uma dívida milionária. 

“Esse foi um momento muito difícil. A cada ano a situação financeira de minha família ia piorando, até que, em minha adolescência, comecei a criar maneiras para ajudar meus pais a conseguirem uma renda extra. Aos 13 anos, eu abasteci um carrinho de feira com alguns produtos de limpeza e saí batendo de porta em porta para vendê-los, com uma pequena margem de lucro. Esta experiência me trouxe muito aprendizado e oportunidades. Além deste trabalho, passei por uma pequena oficina de usinagem, mexendo em maquinários e continuei minha trajetória trabalhando como 'peão' em empresas desta área”, desabafa Matheus.

Aos 17 anos, Matheus sentia-se desanimado ao perceber que precisava de algo maior para sair das dificuldades financeiras, então ele pediu permissão aos pais para sair do trabalho e apenas se dedicar aos estudos. O garoto obstinado estudou durante 1 ano, das 7 da manhã às 11 da noite, e conquistou algumas bolsas de estudo em universidades do estado de São Paulo, como Facens e Unicamp. 

“Escolhi a Facens, a Faculdade de Engenharia de Sorocaba, para ficar próximo à família e voltei à rotina de trabalho e estudos. Depois de alguns anos na faculdade eu tive a oportunidade de ir aos EUA, em um intercâmbio. Porém, para isso eu precisava ter que passar no temido TOEFL. Nesta época, tínhamos acabado de pagar todas as dívidas e eu estava há um ano, trabalhando na primeira boa empresa de minha vida. Tive que tomar uma decisão, escolher entre continuar a carreira no Brasil ou me aventurar em outro país. Pedi demissão, estudei por três meses durante 16 horas por dia e consegui aprender a falar inglês. Passei no TOEFL e fui aos EUA com tudo pago”, conta.

Muito longe do Brasil, Matheus escreveu o livro Inspirando Jovens de Sucesso e começou uma carreira de pesquisador no renomado Instituto de Tecnologia de Massachusetts. 

“O MIT foi um dos momentos mais marcantes da minha vida. Apesar de ter estudado muito e feito vários cursos, a maior realização que tive em minha estadia no MIT foi quando trabalhei por volta de um ano desenvolvendo uma nova tecnologia, que juntamente com a expertise dos diretores do laboratório, se tornou realidade. Fomos o primeiro grupo do mundo a fazer transferência de energia elétrica por longas distâncias e pela água. Atualmente estou desenvolvendo um carro elétrico de alto rendimento; uma mão robótica para deficientes físicos, que trabalha com comando neural; um carregador de celular sem fio que funcione a longas distâncias; um andador especial de baixo custo para crianças com paralisia, entre outros projetos”, revela.

Além da área tecnológica, Matheus sempre teve envolvimento com empreendedorismo e trabalhos sociais. Atualmente ele tem atuado como palestrante, abordando temas como Programação Neurolinguística e Mindset, além de trabalhar como couch para startups, principalmente nas áreas de Gestão e Marketing Digital.  No próximo dia no dia 26 de julho, o aluno da plataforma fará seu primeiro TEDx, em Maringá, no Paraná.

Matheus conta como o meuSucesso.com tem lhe ajudado nesta jornada de estudos e trabalho intenso. “A plataforma me auxiliou a conhecer outros empreendedores que somavam habilidades em áreas que eu tinha dificuldade.  Fiz um networking muito bom e puxei algumas pessoas para o meu time pessoal. As aulas ao vivo e os Estudos de Caso trouxeram grandes lições para minha vida empreendedora. Aprender com aqueles que já chegaram ao sucesso é como ter um mapa com o 'caminho das pedras'”, revela o aluno. 

Matheus acredita ter uma missão aqui no Brasil e não se dá ao luxo de voltar aos Estados Unidos neste momento. “Tenho muitos sonhos e planos, mas o principal é o de dividir com o máximo de pessoas possível as lições que aprendi em minha vida, no Brasil e nos EUA, e que me fizeram ter sucesso. Quero mostrar para todos os jovens brasileiros que é possível realizar sonhos, independente da sua condição financeira, social e familiar”, diz. 

Contribuir para a transformação do Brasil, trabalhando os talentos de cada um, é um dos objetivos do jovem brasileiro que já é reconhecido internacionalmente. Um projeto de barco autônomo, que ele ajudou a desenvolver no MIT, ganhou o prêmio de melhor projeto do mundo, em Singapura, na convenção Maritime Robotx; recebeu também o prêmio de terceiro melhor projeto de carro elétrico do Brasil, pela SAE (Society of Automotive Engineers). 

Para mais informações acesse www.matheustomoto.com

Comentários