Na imagem, vemos diferentes tipos de rostos que representam personas distintas
Empreendedorismo

O que é uma persona? Aprenda com exercício prático de como montar a sua

22/06/2018 • por meuSucesso .com

A principal diferença das personas para o tradicional público alvo é que o primeiro caso é mais restrito e objetivo, dispensando classificações dadas no modelo de público alvo

Uma persona é uma representação semi-fictícia criada para exemplificar características específicas dos clientes de um determinado estabelecimento ou serviço. Ou seja, é um agregado de informações reais que formam um cliente fictício, mas que representa os consumidores do seu negócio. Assim, você e seu negócio podem e devem desenvolver estratégias, produtos e serviços visando agradar a persona.

Elas são importantes para entender o comportamento e as motivações de compra do seu cliente, bem como ajudar no desenvolvimento de estratégias de venda, entendendo da melhor maneira a localização e as necessidades dos consumidores. Além disso, por meio da formação de personas é possível definir os melhores canais de comunicação — telefone, redes sociais, presencial etc — e como essa comunicação deve ser feita — modo agressivo, digital, físico.

A principal diferença das personas para o tradicional público alvo é que o primeiro caso é mais restrito e objetivo, dispensando classificações dadas no modelo de público alvo. Além disso, o público alvo abrange clientes que você vende seu serviço, enquanto a persona está mais para uma espécie de ideal do seu cliente de forma específica e detalhada.

Como montar uma persona?

Inicialmente é preciso desenhar as hipóteses de personas, validando-as ou descartando-as através de entrevistas com os clientes e, por fim, elegendo a persona principal.

Para isso, é necessário conhecer o seu consumidor. Isso é possível através de  questionários diretos. É essencial ter convicção sobre a realidade dos dados informados e jamais seguir a criação da persona com teorias inventadas.

Para isso, você pode fazer questões que envolvam as características físicas e psicológicas do seu cliente como, por exemplo, idade, classe social, grau de formação acadêmica, objetivos de vida, presença ou ausência em veículos digitais (Facebook, Instagram), quantidade de filhos, renda, interesses pessoais etc.

Por fim, após a realização dos questionários é imprescindível oferecer ou desenvolver produtos e/ou serviços que envolvam as necessidades do seu cliente, envolvendo as clássicas técnicas do Design Thinking. Neste Guia do Diagnóstico do negócio ensinamos como montar a sua persona com um exercício prático!

Experimente por 7 dias grátis

Aprenda sobre vendas no meuSucesso.com. Experimente por 7 dias grátis.

Comentários