Na foto, Sandra Costa (esquerda) e Janete Vaz (direita), fundadoras do Laboratório Sabin
Empreendedorismo

Aprenda sobre liderança e gestão com a história das fundadoras do Laboratório Sabin

5/07/2018 • por meuSucesso .com

Sandra Costa e Janete Vaz, fundadoras do Laboratório Sabin, contam em detalhes no Estudo de Caso como construíram uma rede de laboratório com mais de 200 unidades

A história de Sandra Costa e Janete Vaz, fundadoras do Laboratório Sabin, é o exemplo de como caminhos se cruzam e se transformam em histórias de superação, representatividade, parceria e empoderamento. As duas empreendedoras são referência quando o assunto é empreendedorismo feminino e em uma época em que o termo empreender era pouco conhecido, elas já começaram a fazer história. As duas revelam e contam, em detalhes, toda a história da empresa desde a fundação até os diferenciais e dificuldades financeiras que enfrentaram em nosso Estudo de Caso, que será lançado dia 23/07 às 20h.  

As duas são bioquímicas e se conheceram na década de 70. Sandra é mineira, já Janete vem de Goiânia, mas ainda recém-formadas elas se mudaram para Brasília e se conheceram quando começaram a trabalhar num pequeno laboratório da região. Janete sempre quis empreender, comentou diversas vezes com a Sandra do sonho e vontade de ter o próprio laboratório e convidava a amiga para juntas colocarem em prática esse desejo.

Alguns anos se passaram e Sandra finalmente procurou a amiga e perguntou se ainda estava de pé a proposta de começar o negócio próprio. Nascia naquela ocasião, em 1984, há 34 anos, a parceria e sociedade que daria origem ao Laboratório Sabin. “A gente começa a olhar todo o negócio. Eu observava todos os lados, a concorrência, a proposta do convênio, o atendimento ao cliente. Quatro anos olhando o mercado, como desenvolver novas metodologias. As inovações que aconteciam ali nós já fazíamos. O medo que eu tinha era o financeiro. Se eu errar, meu pai não vai me deixar passar vergonha. A gente ouvia muito naquela época que “fulano” faliu, o outro também. Mas meu pai não deixaria eu passar vergonha”, comenta Janete.

Duas mulheres, uma lição

Durante o primeiro episódio do Estudo de Caso das empreendedoras, o principal ensinamento que elas nos passam é sobre representatividade! “É importante que a mulher cuide dela mesmo, dela fazer o sonho de trabalhar, de ser mãe, isso tudo faz parte do papel dela. Ela precisa fazer as suas realizações profissionais e pessoais”, comentam as duas.

Nos mais de 34 anos de existência da Sabin, as duas empreendedoras se tornaram um símbolo do empreendedorismo feminino, justamente por compartilharem a sua história com diversos veículos, como também criarem iniciativas como o Mulheres do Brasil, que é composto por mulheres de vários segmentos de todo o território nacional que se reúnem mensalmente para discutir e propor ações em temas ligados à educação, empreendedorismo, cota para mulheres e projetos sociais. “Hoje a responsabilidade é muito grande, a palavra que sai da nossa boca hoje é muito importante e visada, é muita atenção”, comenta Sandra.

Uma questão que as duas discutem é sobre como sofreram no começo de suas carreiras como empreendedoras para conciliar a vida pessoal com a profissional, principalmente em relação à culpa que sentiam por estarem distantes dos filhos. Elas compartilham que aprenderam que, por mais que o tempo fosse escasso, isso também dava a consciência a elas de aproveitarem ao máximo esses momentos e não desperdiçarem essas situações.

Outro tema discutido é realmente a cobrança muitas vezes que os empreendedores fazem a si mesmos pensando no próprio futuro e no que os filhos irão pensar, com questionamentos que vão desde: “será que meu filho vai entender os meus motivos?” ou “será que eu estou sendo um bom pai/mãe?”

Experimente por 7 dias grátis

Como lidar com a responsabilidade de ser uma referência?

Esse é um dos questionamentos que fizemos durante a gravação do Estudo de Caso de Janete e Sandra, e a resposta que elas nos dão é que para encarar essa responsabilidade de ser uma referência é preciso lidar com todas as pessoas ao seu redor de acordo com seus valores e éticas.

Toda empresa quando começa tem a sua própria cultura organizacional, o seu jeito e maneira de ser. Por menor que a empresae seja, é consolidado, de alguma forma, o que chamamos de cultura informal e isso dita muito como as coisas são dentro do negócio. Com o tempo, se o empreendimento progride e cresce, tudo isso é consolidado e passa a profissionalizar-se até formar o que chamamos de cultura formal, que nada mais é do que a comunicação interna ou o endomarketing. “O que foi importante para nós nos primeiros 15 anos foi a valorização do que acreditávamos, procurando fornecedores de acordo com a crença e valores”, comenta Sandra.

Fazendo história

Na época em que as duas começaram, os laboratórios eram dominados por pessoas de perfis parecidos: médicos, homens e professores de faculdades de saúde com forte influência no meio. Assim, uma das principais dificuldades enfrentadas pelas empresárias se deu pela falta de credibilidade no começo do negócio, uma vez que elas não cumpriam nenhum requisito para montar um laboratório de renome.

Então, tudo teve de ser feito do zero. O laboratório passou a oferecer diferenciais que os concorrentes não tinham, como horário de atendimento a tarde — quando os tradicionais ofereciam seus serviços de coleta apenas pela manhã. O Sabin também foi um dos pioneiros na implementação de sistemas informatizados, permitindo assim a divulgação dos resultados pela internet.

Apesar de serem iniciantes no mundo dos negócios, Janete e Sandra sempre estiveram muito atentas aos feedbacks dados pelos clientes. No começo, eram as duas que liam as pesquisas de feedback para saber o que precisavam melhorar. Janete representa muito o lado da gestão do negócio e a Sandra da técnica, conhecimento científico e inovação. E foi assim que pouco a pouco o negócio cresceu.

Hoje, a empresa conta com mais de 4.400 colaboradores, 225 unidades de atendimento e fatura mais de R$ 800 milhões. Além disso, ela é considerada uma das melhores empresas do país para se trabalhar, segundo a Revista Você S/A.

Para adquirir conhecimento sobre mercado, gestão e negócios e chegar ao excelente resultado apontado anteriormente, elas também tiveram que investir e aperfeiçoar os seus currículos. Atualmente, Sandra é mestra em Ciências Médicas pela Universidade de Brasília (UnB) e tem MBA em Gestão de Negócios pela Fundação Dom Cabral (FDC). Janete, por sua vez, é pós-graduada em Gestão Empresarial pela Universidade Castelo Branco e tem MBA em Gestão Empresarial, também pela FDC.

Por conta das dificuldades enfrentadas no começo dos negócios, como o preconceito sofrido por serem mulheres em um mercado dirigido por homens, as empresárias descobriram desde cedo a necessidade de ofertar oportunidades para o empreendedorismo feminino. É tanto que dos seus principais diferenciais hoje em dia é justamente a promoção frequente de mulheres para os altos cargos do grupo. Ao todo, 77% do quadro de funcionários são mulheres. Dessas, 74% ocupam posições de liderança na companhia.

Com o apoio da Fundação Dom Cabral a empresa criou um planejamento estrutural e econômico para sua expansão. Entre os objetivos desse plano está a criação de unidades do laboratório em novos estados. Assim, a empresa pretende cobrir 70% dos estados brasileiros até 2020.

Estudo de Caso

São mais de 24 Estudos de Caso com diversos empreendedores, como Caito Maia, fundador da Chilli Beans, Flávio Augusto, da Wise Up; e Robinson Shiba, da China In Box. Todos eles ensinam e contam em aulas e documentários exclusivos como fundaram seus negócios e revelam as experiências pelas quais passaram para fazer o negócio crescer. Você aprende com aulas técnicas exclusivas, com professores e especialistas de mercado, tem acesso a documentários exclusivos sobre a história do empreendedor e ainda confere materiais, checklists e guias que consolidam o que foi aprendido.

Durante o Estudo de Caso de Sandra Costa e Janete Vaz, você aprende sobre gestão e liderança, além de boas práticas de engajamento dos colaboradores. Além disso, trazemos aulas e materiais exclusivos sobre como lidar com as adversidades, se preparar financeiramente e ter um comportamento disruptivo e inovador. Conheça mais sobre o meuSucesso!

Aprenda sobre vendas no meuSucesso.com. Experimente por 7 dias grátis.

Comentários