Envelhecimento da população abre novas frentes de negócios

4/10/2018 • por meuSucesso .com

Na economia, a terceira idade atual está cada vez mais em busca de produtos e serviços como produtos tecnológicos, turismo e educação

Muito se fala sobre os negócios ligados aos consumidores da geração Z, principalmente direcionados ao setor da tecnologia. No entanto, parte do mercado ignora uma fatia de mercado que está cada vez maior e mais ativa economicamente: a terceira idade.

De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o número de idosos não para de crescer no Brasil e já chegou aos 13,5% da população geral. A previsão é que em 2027 esse número cresça para 17,4% e 29,3% em 2050.

Na economia, a terceira idade atual está cada vez mais em busca de produtos e serviços que antes faziam a linha de gerações mais novas, como produtos tecnológicos, turismo e educação. Então, se há público, há mercado.

Na educação, quem está se beneficiando muito com este público são as escolas de informática e idioma, transformadas para apresentar o mundo exterior e tecnológico para os vovôs e vovós que cansados de ficarem parados estão, agora, investindo na agitação da aposentadoria.

A Microlins, rede de escolas de informática e cursos profissionalizantes, por exemplo, estima que 10% do seu faturamento sejam provenientes do curso específico para terceira idade.

O potencial é grande e disso não há dúvida. A terceira idade é o público que mais cresce em termos de acesso à internet e utilização de computadores. Dados do IBGE apontam que quase 10 milhões de brasileiros acima de 55 anos estão no Facebook.

O segmento fitness é outro que está se beneficiando com este público. Algumas delas estão até abrindo unidades especializadas na terceira idade, com profissionais e equipamentos apropriados e especializados neste público.

Um estudo da Associação Brasileira de Academias (Acad Brasil), realizado em parceria com a PUC-SP e a PUC-RJ, revelou que o número de pessoas com mais de 60 anos que frequentam academias aumentou de 5% para 30% nos últimos 10 anos. Dados como estes apontam claramente como o envelhecimento da população está abrindo novas frentes de negócios para empreendedores no Brasil em diversos campos de atuação. É bom ficar de olho.

Comentários