Empreendedorismo

Como tirar proveito do fracasso

27/01/2016 • por meuSucesso .com

Saber lidar com o fracasso é essencial para o empreendedor. Afinal, os erros servem como lição e aprendizagem

“Todo fracasso traz consigo a semente de um sucesso equivalente ou maior”. Essa frase é de Napoleon Hill, uma das personalidades mais conhecidas quando o assunto é realização pessoal.

Por 20 anos, Napoleon Hill pesquisou e entrevistou mais de seis mil pessoas, entre as mais ricas e poderosas do mundo, para descobrir o que elas tinham em comum. Durante a sua extensa pesquisa, ele descobriu que muitas delas já haviam fracassado, mas fizeram da experiência com o fracasso a possibilidade para o sucesso.

Além disso, atualmente, as coisas andam mudando e quem fracassou não é mais visto como alguém que não deu certo. E, sim, como uma fonte de aprendizado para justamente averiguar o que deu errado e o porquê disso.

No Vale do Silício há a cultura de trazer pessoas que fracassaram em seus negócios para compartilharem suas experiências e, inclusive, fazer parte do time de outro empreendimento. Afinal, elas têm muito a compartilhar.

Você deve estar pensando: mas quem gostaria de fracassar? E a resposta é simples: ninguém! Porém, é preciso estar preparado para que o pior aconteça e há, justamente, formas de tirar proveito disso.

Os 4 benefícios do fracasso

  1. A derrota revela e quebra maus hábitos, liberando suas energias para um novo começo com melhores hábitos. Porque a energia não pode ser criada, nem destruída e, sim, transferida.
  2. O fracasso ajuda a gente a refletir sobre a própria vaidade e a arrogância para dar lugar a humildade, abrindo caminho para relacionamentos mais harmoniosos.
  3. Quando aprendemos com os erros, fazemos um inventário de nossos ativos e passivos, tanto físico como espiritual.
  4. A derrota fortalece sua força de vontade. Se você trabalhar a mentalidade, é possível encontrar mais motivação para enfrentar os próximos desafios.

Algum dia você vai fracassar

Talvez você não se lembre a primeira vez que fracassou. Provavelmente, foi ainda criança que você conheceu o sabor da derrota. Temos que saber “universalizar” o fracasso e perceber que não é só nos negócios que isso acontece e, sim, em diversas fases da vida. Não passar no vestibular. Bater o carro pela primeira vez. Não conseguir a nota tão desejada no exame. Decepcionar-se com alguém. Tudo isso faz parte do significado mais puro de fracassar.

Minimizando os efeitos do fracasso

Quando algo não acontece da maneira que gostaríamos é preciso fazer duas coisas: identificar o motivo e tomar uma decisão. Por exemplo, utilizando uma situação simples e do cotidiano, quando você não passa em um teste ou exame é preciso averiguar o que causou a reprovação. Reflita: não estudei suficientemente? Quais foram as áreas que me sobressai e as que nem tanto? Eu tinha todas as qualificações? O que devo fazer no próximo ano?

Pondere com tempo sobre as decisões a tomar e procure um caminho a seguir. Isso pode exigir algum pensamento profundo. Ajude a si mesmo

Procure alguém, vá atrás de suporte. Conselho de alguém próximo ou de um profissional ajuda a saber os pontos que erramos.

Procure formas alternativas de conhecimento. Leia mais sobre o assunto. Pesquise na internet. É assim que você irá identificar se a falta de conhecimento levou ao fracasso.

E os sucessos passados?

Quando fracassamos só refletimos a parte ruim e recordamos ainda mais o quanto somos fracassados. Falhar não significa que você não vale nada, ou que você nunca vai conseguir as coisas que deseja. Lembre-se de outras situações que você conquistou o sucesso. Será que antes disso você não havia fracassado?

Gostou das dicas? Que tal conhecer um pouco mais sobre o assunto e ainda aprender com um especialista? Walter Kaltenbach dá uma aula especial sobre o assunto, confira!

Comentários

Leia também