Fique Por Dentro

Cinco inovações simples para impulsionar os empreendimentos GV agora!

9/10/2014 • por Fernando Aquino (Nandico)

Saber identificar as oportunidades é essencial para quem está começando a empreender

Tenho tido a boa ventura de encontrar GVs sonhando ou empreendendo nos mais variados setores: de metalurgia a roupas fitness, de drones a doces personalizados. As conversas com os GVs no presencial ou no chat privado do meuSucesso.com são sempre marcantes e inspiradoras. Estamos em ambiente de amizade, companheirismo e lealdade no ecossistema GV. A gente sabe como essa afinidade é rara e importante nos dias de hoje.

Na mais ampla variedade de negócios e com tantas pessoas em estágio inicial torna-se necessário falar da importância de bons investimentos iniciais em tecnologia e comunicação para que as pessoas identifiquem oportunidades de inovação que acelerem os seus negócios ainda neste ano. 

É gostoso e inspirador olhar as tecnologias do futuro como ferramenta de diferenciação. Ao mesmo tempo, precisamos colocar o pé no chão e começar do básico. Nossas ações podem tirar o melhor proveito das opções de baixo custo que estão disponíveis no mercado nesse exato momento.

Meios de pagamento

Depois de um grande sucesso no exterior chegaram ao Brasil soluções mais baratas para o seu ponto de venda já começar aceitando cartão de débito e de crédito. As soluções de Mobile POS processam os pagamentos de seus clientes no cartão usando rede de dados de um celular ou de um Wi-Fi. Se o seu negócio é varejo converse com outros GVs para avaliação de serviços operando no Brasil como o PagSeguro ou Payleven. Compare com a solução de POS que o gerente do banco te oferecer principalmente no que tange a custos do equipamento, mensalidades, taxas e comissões.

Uso de serviços inteligentes

Dependendo da necessidade de atendimento ao seu público há opções de contratação de secretariado virtual para uma empresa que estiver começando. Nesse tipo de serviço uma pessoa atende remotamente a um número telefônico exclusivo de maneira personalizada, conforme o seu fluxo de trabalho. Você pode também compartilhar agenda virtual com o secretariado para marcação de compromissos e até contratar PABX virtual ou URA (atendente eletrônica).

Isso pode dar um toque profissional a imagem da sua empresa e contribuir para filtrar interrupções telefônicas sem a necessidade de absorver mais uma pessoa na fase de implantação do negócio. Teste um fornecedor desse tipo e se gostar do serviço realize uma boa negociação de contratação. Aprender a comprar também é uma parte muito bacana no nosso desenvolvimento enquanto empreendedores.

O espectro de serviços inteligentes será cada vez mais amplo: algumas cidades como São Paulo, Curitiba, Porto Alegre e Recife contam por exemplo com serviços de entrega por “bike courier”, onde uma pessoa de bicicleta pode entregar um documento em um formato ecológico (sem emissões) e com custo por entrega até 50% menor.

A ideia aqui não é listar todos os serviços inteligentes possíveis e sim abrir o nosso radar para ficarmos ligados em iniciativas que possam poupar tempo, reduzir custos ou fazer as nossas marcas terem uma atitude positiva em relação ao meio ambiente e sociedade.

Ferramentas de gerenciamento de relacionamento com o consumidor

Muitos GVs ainda operam negócios com venda mais tradicional que pressupõe contato e oferta do produto ou serviço aos clientes. Qualquer ferramenta de relacionamento simples permitirá que você cadastre as oportunidades de venda em andamento juntamente com os valores estimados de cada um desses leads. É arriscado demais manter na sua cabeça o estado de todas as negociações em aberto. Você pode deixar de finalizar vendas por simples esquecimento. Como já foi incorporado na mentalidade GV: a cultura de vendas é fundamental para as empresas. Sem vendas não existe negócio.

As ferramentas de CRM (Gestão de Relacionamento com o Cliente) vão te ajudar a fazer o acompanhamento diário do avanço de cada oportunidade, os contatos, os próximos passos, registrar o histórico de atendimento e principalmente colher estatísticas sobre a efetividade comercial: o percentual de vendas realmente fechado dentro do universo que for orçado. Usei por um bom tempo o Pipedrive (https://www.pipedrive.com/) mas existem outras opções: o lance é achar alguma ferramenta simples que sirva para controlar o seu funil de vendas: é assim que chamamos os passos entre a aproximação a um possível cliente até a oficialização do fechamento de uma venda com sucesso.

Ferramentas de comunicação ou colaboração

Com os telefones inteligentes em nossos bolsos temos um acesso a uma gama de ferramentas para comunicação rápida que podem ser usadas dentro de empresas ágeis. Já vi muitas empresas em estágio inicial usando grupos de WhatsApp ou grupos secretos no Facebook, por exemplo. Isso adicionará velocidade a ramos de atuação onde o nível de sigilo exigido seja compatível com os padrões de privacidade oferecidos por essas ferramentas.

O meu recurso favorito para cadastrar os diversos projetos que compõem a implantação de um negócio é o Basecamp (https://basecamp.com/). Lá todo mundo sabe o que está acontecendo na empresa. Quais as tarefas que precisam ser realizadas? Quem é o responsável por cada tarefa? Quais são os prazos de execução? Nada se perde: a informação do trabalho deixa de trafegar desordenadamente em emails para ficar registrada em uma ferramenta confiável.

Sua vitrine inicial na rede

Já vi desbravadores de fora da área de tecnologia destemidamente descobrindo na internet como usar uma ferramenta como o Wordpress (https://br.wordpress.com/) para publicar um blog para falar sobre o seu negócio sem ajuda de terceiros. O trabalho nem sempre vai ficar bom como quando a gente contrata uma empresa especializada mas isso não importa nessa fase. Basta que o canal de comunicação fique o “suficientemente bom” para que comece a dar resultado positivo.

Conforme o perfil do seu negócio você poderá expandir a sua presença criando perfis nas redes sociais mais adequadas. Há muito material em português na internet ensinando como fazer uma fan page de marca efetiva, por exemplo. O principal exercício é a manutenção de uma assiduidade de publicação, a geração de conteúdo relevante e o respeito ao público na interação. Esses canais são uma via de mão dupla: esteja pronto para responder com qualidade quando as pessoas interagirem.

Não acaba por aqui

As iniciativas básicas de tecnologia e comunicação quando bem utilizadas podem reduzir os custos da empresa, aumentar a produtividade e melhorar a qualidade de entrega de produtos ou serviços. Somos sujeitos ativos no amadurecimento de cada uma das disciplinas que compõem o nosso negócio.

Partindo desse processo da construção de uma mentalidade empreendedora em comum é muito importante que todo GV se mantenha antenado e disposto a ajudar os colegas na superação desses passos. Você sabe de mais alguma dica importante de serviço básico de tecnologia ou comunicação que pode ajudar outro GV? Por favor, deixe aqui nos comentários. #SomosGV

Comentários

Quem escreve

Fernando Aquino (Nandico)

CEO em Mova Mais (+), Brasília, Brazil

Co-fundador e CEO do mova mais. Criativo de tecnologia, programador e empreendedor há 17 anos. Hoje trabalha focado em pesquisa e desenvolvimento de produtos associados a tecnologias de saúde, fitness e computação para vestir.

POR Fernando Aquino (Nandico)

A minha primeira ideia de um bilhão de dólares

8 3