Gestão

Liderando jovens profissionais: desafios e ensinamentos - por Sofia Esteves

2/10/2015 • por Sofia Esteves

Você sabia que 94% dos jovens brasileiros afirmam que deixariam seus empregos, caso seus gestores não estivessem preparados para desenvolvê-los?

No final de agosto, a Cia de Talentos e a Nextview divulgaram o ranking das Empresas dos Sonhos dos Jovens. A Google ficou em primeiro lugar pelo segundo ano consecutivo (veja, abaixo, o ranking das dez primeiras). Mas a pesquisa traz muito mais informações, que quero compartilhar aqui com vocês. Vou destacar as que dão pistas importantes para quem tem o desafio de liderar e motivar jovens profissionais, o que acredito que – cedo ou tarde – seja o caso de todo empreendedor.

Em primeiro lugar, é interessante destacar que a maior parte, 89%, sabe o que quer para sua carreira. Mas a maioria também, 90%, quer envolver as empresas no desenho de suas carreiras. Então, fique de olho no quanto sua empresa está dando atenção para a construção de um caminho de desenvolvimento e crescimento junto a esses profissionais.

Entre as experiências que eles querem, ao lado de programas de aceleração de carreira – estágio e trainee – (49%) e experiência internacional (47%), participar de projetos inovadores aparece entre as mais citadas (36%). Eles esperam das empresas (87%) um olhar inovador para processos e produtos, o que pode ser um bom atrativo para as pequenas e médias empresas na disputa de talentos com as grandes corporações.

Mas de nada adianta ter uma gestão com olhar para a vanguarda na oferta de produtos e serviços, se a liderança não for bem preparada. A grande maioria (94%) dos participantes da pesquisa afirma que sairia da empresa caso seus gestores não estivessem prontos para desenvolvê-los, mesmo que tivesse um bom salário.

Para eles, tudo começa com desenvolvimento. É ele que proporciona experiência e é a experiência que permite crescimento. Tudo isso - junto e misturado - aumenta a empregabilidade e, aumentando a empregabilidade são abertas novas possibilidades. Por isso, não tenha medo de investir no desenvolvimento desse jovem e perdê-lo para outras oportunidades de mercado. Ofereça VOCÊ desafios constantes para que ele se sinta motivado a permanecer na sua empresa e crescer junto com ela. Se ele se sentir evoluindo, aprendendo e se desenvolvendo, dificilmente abandonará o barco.

Comentários

Quem escreve

Sofia Esteves

Presidente do Conselho em Grupo DMRH /Cia. de Talentos

Fundadora e presidente do Conselho do Grupo DMRH, compartilha neste espaço o que há de mais novo em carreira e gestão de pessoas. Ideias, reflexões e tendências para impulsionar o desenvolvimento pessoal dos empreendedores e de sua equipe.