Fique Por Dentro

Como a história do Vietnã influenciou a trajetória de Thai Nghiã

10/12/2015 • por meuSucesso .com

Confira um pouco sobre a trajetória do vietnamita Thai Nghiã, fundador da Goóc, que fugiu de seu país para construir uma nova vida no Brasil.

Atualmente, o mundo vem sofrendo e presenciando conflitos políticos que impactam a vida de milhares de pessoas. Guerras, ocupações e embate de ideologias contrárias são os responsáveis por trazer consequências gravíssimas para a população, de locais envolvidos nos conflitos, que se vê em um “fogo cruzado” envolvendo tanto interesses políticos quanto disputa econômica.

Muitas vezes a única opção é fugir, abandonar as raízes e memórias de um passado feliz, para tentar uma vida melhor em outro país longe de um ambiente repleto de adversidades que põe em risco a segurança de familiares e amigos.

Essa é a realidade dos milhares de refugiados políticos que fogem de sua terra natal, como é o caso de Thai Quang Nghiã, vietnamita que fugiu ainda jovem do regime autoritário de seu país em busca de liberdade. Encontrado à deriva no mar por um petroleiro da Petrobras, Thai foi resgatado e viu a oportunidade de construir um novo futuro no Brasil. E assim o fez: superou os desafios, aprendeu português e fundou a Goóc, especializada em calçados, roupas e acessórios feitos de lonas e pneus reciclados.

Em janeiro, o meuSucesso.com lança o Estudo de Caso do empreendedor e conta mais essa história. Mas, antes disso, convidamos você a conhecer um pouco da história do Vietnã e dos conflitos políticos que fizeram Thai fugir do país. Confira:

Os domínios francês e japonês

O Vietnã foi colonizado pela França e viveu sob seu controle por anos, porém,  durante a Segunda Guerra Mundial, os franceses se rendem a Alemanha, que partilha as suas colônias entre os países aliados. Assim, o Japão começou a ocupar o Vietnã e iniciou seu processo de domínio no país.

Na década de 1950, o Vietnã começa a sofrer influência dos países vizinhos e líderes com ideais comunistas começam a surgir no país. Em 1954, a região é dividida em duas partes. O Vietnã do Norte possuía orientação comunista pró União Soviética. Já o Vietnã do Sul, uma ditadura militar, passou a ser capitalista, aliado dos Estados Unidos.

Guerra do Vietnã

A Guerra do Vietnã começou em 1959 e terminou em 1975, durando assim 16 anos. Diante da influência comunista no norte do país, os EUA resolveram intervir e passaram a colaborar com o Vietnã do Sul enviando armas, dinheiro e conselheiros militares. A guerra se estendeu durante anos, e na década de 1970, os protestos ao redor do mundo contra a intervenção americana se intensificaram. Milhares de pessoas estavam morrendo no conflito.

A televisão retratava a dura realidade da guerra. O apoio popular já não existia mais e, então, o governo norte-americano aceita o acordo de Paris, que previa o cessar fogo, em 1973. Em 1975, ocorre a retirada total das tropas norte-americanas.

Regime autoritário: fuga de Thai Nghiã

Com a retirada dos EUA, os comunistas ocupam Saigon, em abril de 1975, localizado no sul do país e põe fim a guerra. Nessa época, o protagonista de nosso Estudo de Caso, Thai presenciou a reunificação do país sob o regime comunista.

O governo passa a reprimir opositores e aqueles que criticam o novo comando. Milhares de pessoas são enviadas a campos de trabalho forçado, como foi o caso de Thai, que aos 21 anos foge do país, com outros vietnamitas, em um barco de pesca. O jovem foi resgatado por um petroleiro da Petrobras e trazido ao Brasil sem falar uma palavra em português.

Comentários