Empreendedorismo

[Vídeo] Definir o modelo de negócio: primeiro passo para colocar seu negócio em prática

25/05/2016 • por meuSucesso .com

O professor Marcelo Pimenta ensina e dá dicas de como executar a sua ideia

O meuSucesso.com, em conjunto com o professor Marcelo Pimenta, criador do Laboratorium, preparou um vídeo focado em dar as principais dicas para ir da ideia à realização e lançar o seu negócio. Então, aperte o play acima e confira todos esses insights que irão ajudá-lo a concretizar sua empresa e fazê-la crescer.

Este material faz parte do Estudo de Caso de Rony Meisler, fundador da Reserva e complementa o que aprendemos durante o primeiro episódio que conta como Rony teve a ideia de investir no mercado de moda masculino no Brasil e quais foram os primeiros passos que ele deu antes da Reserva se formalizar como empresa e tornar-se uma grande grife nacional.

Marcelo Pimenta é jornalista, professor, palestrante e criador do Laboratorium e é uma figura conhecida entre os alunos do meuSucesso.com e é o professor da First Class desta semana que tem como tema o “Dia D do empreendedor”. Para trazer mais conhecimento, insights e conteúdos extras para você, ele escreveu um artigo que explica exatamente o que é preciso para iniciar um negócio. Confira:

O Dia D é aquele em que o empreendedor DECIDE colocar sua ideia para funcionar. Que ele se DEDICA a transformar o sonho em realidade.  Antes de desenhar a marca, contratar funcionários, alugar espaço e iniciar a operação que o empresário DEFINA seu modelo de negócio, algo fundamental para todo negócio de sucesso.

Num mundo em que a velocidade das mudanças é cada vez mais acelerada, é importante lembrar que não controlamos os aspectos externos que afetam nossa empresa (macroeconomia, concorrentes, novos entrantes, oscilações do mercado, consumidor cada dia mais exigente…). Por isso, torna-se imprescindível ter capacidade de planejar para entender, ajustar, adaptar, mudar e inovar no modelo de negócios para sobreviver e crescer.

Essa tarefa se torna menos difícil se usarmos uma ferramenta visual que facilita esse processo de concepção e criação do modelo.  Para isso é preciso definir, pelo menos, nove  aspectos que são decisivos para a criação de uma empresa única, que oferece um real valor percebido para um ou mais segmentos de clientes:

1.    Proposta de valor: Qual é a razão, o motivo pelo qual as pessoas adquirem seus produtos e serviços? Qual dor você está resolvendo? Qual o motivo que os clientes compram seus produtos e serviços?

2.    Segmento de Clientes: Quem são os clientes?  Possuem um perfil específico? Como estão agrupados? Onde estão localizados? Há uma necessidade comum a eles?

3.    Canais: De que forma seus produtos ou serviços vão chegar até os clientes?  Como eles encontrarão / vão interagir com seus produtos ou serviços?

4.    Relacionamento com Clientes: como fazer para conquistar e manter uma boa relação com os clientes, para ampliar as vendas e para que eles não troquem o negócio por um concorrente ou substituto?

5.    Receitas: quanto e como os clientes vão pagar pelo que vai ser oferecido.

6.    Recursos Principais: quais os recursos necessários para realizar a proposta de valor, o que é preciso para fazer o negócio funcionar.

7.    Atividades Principais: quais as ações necessárias para a realização da proposta de valor, ações importantes para realização do negócio.

8.    Parceiros Principais: identificação dos fornecedores e outros atores que irão apoiar a realização da proposta de valor, aliados para otimizar e reduzir os riscos do negócio.

9.    Estrutura de Custos: quanto vai ser gasto na realização da proposta de valor, quais os custos envolvidos para operação do negócio.

Esses nove blocos formam o Quadro do Modelo de Negócio (ou Canvas do Modelo de Negócio), ferramenta criada pelo suíço Alex Osterwalder para tornar esse processo de planejamento mais simples e ao mesmo tempo consistente.

Para quem quiser conhecer mais sobre essa ferramenta, ficam aqui algumas dicas:

- Desenvolvi uma cartilha para o Sebrae Nacional e que detalha o uso do Quadro de Modelo de Negócio que está disponível aqui.

- Quem quer assistir a uma entrevista que concedi a jornalista e empreendedora Paola Tucunduva para o programa Alma do Negócio, onde explico passo a passo como construir um Canvas, pode assistir aqui.

- Quem deseja um Canvas no formato A3 para imprimir e definir seu modelo, pode baixar um modelo aqui.

Definir um modelo de negócio não é suficiente para ter um negócio de verdade. É preciso decidir questões societárias, fiscais, trabalhistas, de como obter capital para financiar a operação. Mas o primeiro passo é vencer a inércia e tirar as ideias da cabeça e colocá-la no papel antes de começar o processo validação e estruturação do negócio.  Pois não são as ideias que mudam o mundo, são as DECISÕES, as ações e as atitudes que tomamos é que fazem a diferença.

Comentários