Empreendedorismo

3 formas de conseguir financiamento alternativo para seu negócio

13/08/2015 • por meuSucesso .com

Nem sempre os caminhos tradicionais são os melhores

Depois que as ideias são colocadas na mesa, um dos passos mais difíceis para o empreendedor, sem dúvidas, é conseguir o financiamento para que elas se transformem em realidade. É preciso refletir em relação às opções oferecidas pelo mercado. Mas nem sempre os caminhos tradicionais são os melhores. Investimento-anjo, crowfunding e venture capital, por exemplo, são maneiras alternativas interessantes e já estão entre os modelos mais procurados por startupeiros. 

Reunimos abaixo detalhes sobre como é possível conseguir capital através desses meios:

1- Investidor-anjo

Investidores desse segmento são especializados em escolher e apoiar determinados projetos, quando eles ainda estão no início e, geralmente, são considerados arriscados. O anjo atua buscando as tendências do mercado e acompanha de perto a evolução do business, por meio de um contrato societário. O chamado capital semente é colocado na fase inicial do negócio.

Nesse tipo de investimento, o que se procura são empresas inovadoras.  Antes de fazerem as apostas, os investidores analisam a equipe que está envolvida, o produto ou serviço proposto e, ainda, se o mercado está pronto para absorver esse modelo de negócio.

É importante destacar que o anjo, mais que um investidor, acaba atuando também como uma espécie de mentor, pois costuma aportar não só capital, mas também sua experiência.

2 - Venture capital

Aqui o investimento acontece em empresas já estabelecidas, mas que são de pequeno ou médio porte e apresentam potencial de crescimento. O foco continua sendo em empresas inovadoras capazes de promover impactos relevantes.  O processo de seleção é semelhante ao dos investidores-anjo: apresentação, análise e negociação. Em casos de private equity, as empresas que recebem capital já possuem um faturamento gordo e o objetivo é impulsionar a companhia para que ela entre na bolsa de valores, por exemplo. Geralmente, o aporte é de uma empresa para outra empresa.

3 - Crowdfunding

Mais conhecido como investimento coletivo, é como a famosa vaquinha. O empreendedor pode inserir seu projeto em uma plataforma especializada para viabilizar sua ideia a partir de doações. Algumas dessas plataformas conseguem oferecer um suporte de marketing. As pessoas que colocam dinheiro podem pedir uma contrapartida ou não.  É uma forma boa quando o projeto tem apelo popular. 

Conteúdo Administradores.com especial para o meuSucesso.com.

Comentários

Leia também