Fique Por Dentro

Insight: 3 dicas de como empreender no setor farmacêutico e no varejo

13/08/2015 • por meuSucesso .com

Aprenda a posicionar-se no setor

Antigamente as farmácias se limitavam somente à comercialização de remédios. Mas o próprio setor foi se renovando e adaptando-se a demanda de mercado, fazendo com que esses locais ampliassem sua gama de produtos e serviços oferecidos.

A rede de farmácias Pague Menos é um case de sucesso e um ótimo exemplo do que uma empresa deve fazer para se destacar no varejo. A empresa foi pioneira em implementar o sistema one stop shop no Brasil, ou seja, tudo em um só lugar. A expansão da variedade de produtos, que vão desde a recarga do vale transporte, comercialização de produtos de higiene, refrigerante e remédios fizeram a empresa se destacar entre as demais e conquistar o país. Confira aqui o último episódio do Estudo de Caso de Deusmar Queirós, fundador da rede, e veja o que ele pretende para o futuro do grupo.

Abaixo, o meuSucesso.com separou 3 dicas para se destacar no setor farmacêutico e que também podem ser aproveitadas no varejo em geral:

Fieldmarketing ou maketing de campo

A sua função é conectar-se com o consumidor em uma relação face a face e tem como objetivo deixar os produtos separados estrategicamente de acordo com comportamento do cliente. Essa estratégia é utilizada em diversos segmentos e principalmente no varejo, onde os clientes estão presentes fisicamente (mercados, lojas de conveniência, eletrônicos e de bens domésticos). A principal característica do marketing de campo é identificar os pontos que estimulem o impulso de compra (balas, doces e revistas ficam próximas ao caixa e propósito).

O responsável pelo fieldmarketing deve planejar ações, avaliar e coordenar as ações com os fornecedores, além de treinar bem os atendes e criar ações promocionais que estimulem todo o posicionamento de produto. Tanto os funcionários e planejamento da loja devem estar em sintonia. É preciso saber exatamente onde se encontra determinado produto, como também posicioná-lo de forma intuitiva.

Atendimento voltado ao cliente

A sua equipe deve estar bem planejada e orientada em relação a como se comportar e o tipo de tratamento que deve dar ao cliente. Estar preparado para todo tipo de pergunta é essencial: desde onde fica o ponto de ônibus mais próximo até qual a composição de um remédio em específico.

É importante cuidar também do trabalho em equipe e todos devem estar alinhados. Um ambiente que passa a impressão de desorganizado ou que tem problemas de relacionamento entre os colaboradores irá passar uma impressão negativa ao cliente.

Oriente também sua equipe para situações imprevisíveis. Por exemplo, se o sistema cai e o caixa não funciona. O que fazer neste caso? Muitas vezes é fácil culpar a inexperiência ou a falta de tato de um funcionário, mas reflita se não houve uma falta de orientação.

Não deixe que faltem produtos

Uma loja ou farmácia que sempre está com falta de produtos peca na função de fidelizar o cliente ou até de conquistar o primeiro. Este quesito deve ser pensado muito bem antes do negócio começar a funcionar e deve ser testado durante os primeiros meses. Tenha opções paralelas de produtos (exemplo: três marcas de pasta de dente), porém analise também a saída de cada produto. Não adianta ter cinco marcas de um determinado item se somente três delas têm uma saída significativa.

Comentários