Empreendedorismo

5 dicas para incentivar o empreendedorismo universitário

4/09/2014 • por meuSucesso .com

O Brasil ainda pode dar seu salto e transformar suas universidades em celeiros de grandes empreendedores

O mundo já entrou há algum tempo em uma nova era, que tem o conhecimento como principal commodity. Nesse cenário, quem tem as melhores ideias e sabe como executá-las bem, sai na frente. Lá fora, muitos exemplos de sucesso dessa máxima surgiram em universidades. Para ficarmos no mais famoso deles, o Facebook foi fundado no quarto de Mark Zuckerberg em Harvard e hoje é uma das maiores companhias do mundo.

No Brasil, já vemos projetos interessantes, nascidos nas universidades, fazendo sucesso fora dela e dando suas contribuições ao mundo. Mas ainda são poucos. A mentalidade pouco focado no empreendedorismo e o pouco investimento na área podem ser citados como os principais entraves.

Mas o Brasil ainda pode dar seu salto e transformar suas universidades em celeiros de grandes empreendedores, nas mais variadas áreas.

Abaixo, listamos algumas dicas para incentivar o empreendedorismo universitário:

Incluir empreendedorismo no currículo das escolas

A base é fundamental. Incentivar o pensamento empreendedor desde a escola é um passo fundamental para termos universitários mais empreendedores.

Repensar o modelo de universidade que temos

O modelo forma da grande maioria das universidades brasileiras ainda não favorece o empreendedorismo. Além de não incluir o tema nos currículos (com exceção dos cursos de Administração e áreas correlatas), muitas vezes a dinâmica atual dos cursos de graduação inibe iniciativas nesse sentido.

Investir  em capacitação dos jovens para o empreendedorismo

Ninguém empreende só com vontade. É preciso conhecimento técnico, entender o mercado. E isso só se consegue com capacitação. Sem isso, ao incentivarmos o empreendedorismo universitário, estaremos apenas reforçando o já amargo índice de mortalidade empresarial do Brasil.

Apostar nos projetos

A universidade também precisa atuar como incentivadora. É preciso que as instituições criem e ponham em práticas maneiras de avaliar e apoiar iniciativas empreendedoras de seus alunos.

Aproximar o mercado das universidades

Também deve ser papel da universidade intermediar o contato de seus alunos com o mercado. O conhecimento prático de quem já empreende será fundamental para auxiliar os novatos na área.

Conteúdo Administradores.com exclusivo para o meuSucesso.com.

Comentários

Leia também