Empreendedorismo

6 coisas para saber antes de empreender no mercado gastronômico

30/07/2015 • por meuSucesso .com

Quem quiser construir negócios de alto impacto nessa área precisa enxergar mais longe

O setor de gastronomia é um dos mais populosos no mundo dos empreendedores. Entre outros fatores, isso se deve, em grande parte, ao fato de, aparentemente, ser mais simples de se criar, administrar e obter resultados de maneira rápida. Isso, de fato, é verdade. Mas quem quiser prosperar e construir negócios de alto impacto e duradouros nessa área precisa enxergar mais longe. 

Empreender no mercado gastronômico exige, antes de tudo, domínio da cozinha ou contar com profissionais que dominem bem. E isso vai bem além do óbvio. Dominar uma cozinha não é simplesmente saber fazer um prato ou outro, mas gerenciá-la por inteiro, desde a compra de matéria-prima até a higienização do espaço. Você, claro, não vai cuidar de tudo isso. Mas precisar saber o que precisa ser feito.

Além disso, é fundamental entender a dinâmica desse mercado. Por isso, separamos alguns fatores aos quais todo empreendedor (ou aspirante a tal) do setor de gastronomia precisa estar atento. Confira:

Escalabilidade

Negócios escaláveis são aqueles em que se pode aumentar a produção/retorno sem precisar ampliar o investimento na mesma proporção. No setor de gastronomia, isso é muito difícil, porque qualquer aumento na demanda vai exigir maior produção. Por isso, é fundamental exercitar sua capacidade de enxergar seu negócio de maneira ampliada, para saber como reduzir custos, gerar mais receitas e conseguir escalar seus resultados. Obviamente, você não vai conseguir os mesmos índices de um produto digital, por exemplo. Mas a escalabilidade na gastronomia é possível, sim. É só colocar a cabeça para funcionar. Quem disse que seu restaurante só pode vender comida? Expanda seus horizontes. 

Inovação

Este ponto está diretamente relacionado ao anterior. Para pensar em escalabilidade, é preciso pensar em inovação. Mas pensar em inovação é mais do que buscar soluções para escalar um negócio. Inovar é questão de sobrevivência, antes de tudo. Depois, de diferenciação. Como dissemos na abertura deste texto, muita gente empreende no setor gastronômico. Se você for fazer mais do mesmo, haverá milhares de concorrentes. Se você inova, torna seu oceano um pouco menos vermelho. Se você conseguir ser disruptivo, vai encontrar rapidinho um belo mar azul. Mas lembre-se: inovar sempre é preciso. Não há calmaria eterna em mercado nenhum.

Experiência

Se você quer empreender no mercado gastronômico simplesmente vendendo comida, boa sorte, porque você vai precisar muito disso, pois estará sendo só mais um em meio a uma multidão padronizada. Se você quiser se diferenciar, invista, claro, em um cardápio que agrade. Mas, mais que isso, invista em experiência. Torne o fato de comer um produto seu, visitar seu restaurante, seu café ou o que for, algo excepcional, algo que dê prazer e faça seu cliente se sentir bem. 

Atendimento

Este ponto se relaciona com o anterior. Boa parte de uma experiência de sucesso depende de um atendimento de excelência. Invista em capacitação de sua equipe, forneça treinamentos e acompanhe o atendimento prestado por eles. Sempre que possível, peça a opinião de seus clientes também.

Normas

Como em todo negócio, um empreendimento no setor de gastronomia está sujeito a uma série de normas. Fique atento a todas elas, para garantir a qualidade do produto e do serviço que você vai entregar aos seu público e também para evitar problemas com os órgãos de fiscalização. Além de alvará de funcionamento, inspeção de Bombeiros e outros documentos comuns a todo negócio, você precisar ficar atento às regulamentações específicas da vigilância sanitária. 

Localização

Este fator é crucial e pode determinar o sucesso ou o fracasso de um empreendimento no setor gastronômico.  Antes de abrir um negócio, considere essa variável e analise bem a região e o público que você busca atingir. Se a ideia for atuar somente com delivery, considere a localização do seu centro de produção, com vistas a otimizar seus custos com gasolina e agilizar as entregas. Se for vender pela internet, considere o espaço virtual como um “lugar” também e saiba onde deve estar (quais redes sociais escolher para atuar, google maps, aplicativos de mensagens como o Whatsapp etc.).

Conteúdo Administradores.com especial para o meuSucesso.com.

Comentários

Leia também