Tem crescido a participação feminina à frente de negócios no Brasil. O número de empreendedoras no país aumentou 21% nos últimos 10 anos, enquanto que o de homens cresceu apenas 9% no mesmo período.


Se perguntarmos a definição de líder ou liderança para homens de negócios teremos diferentes respostas. Segundo Peter Senge, autor do renomado livro "A Quinta Disciplina", liderança é a capacidade de facilitar o aprendizado dos indivíduos e das equipes. Já para James Hunter, autor de "O Monge e o Executivo", liderança é a "capacidade de influenciar pessoas para trabalharem entusiasticamente visando atingir objetivos comuns, inspirando confiança por meio da força do caráter".

Etimologicamente falando, liderança vem do do Inglês leader (guia, chefe), que por sua vez surgiu do Inglês arcaico laedan. Já a palavra líder é de origem celta e tem como significado "o que vai na frente", bem condizente com o conceito que conhecemos hoje em dia.

O termo empreendedorismo segue o mesmo princípio de definição. Segundo Ronald Jean Degen, autor do livro "O empreendedor: empreender como opção de carreira", o termo empreendedor deriva do inglês entrepreneur, que vem do termo do francês antigo "entreprendre", um vocábulo formado pelas palavras entre – do latim inter (que significa reciprocidade) e preneur do latim prehendre (que significa comprador).

No geral, podemos concluir que uma pessoa empreendedora é aquela capaz de criar algo novo e transformar em realidade, dotado de resiliência e criatividade, entre outras qualidades. Os conceitos são variados e um tanto quanto distintos e, de fato, não há uma só maneira de definir o que é liderança e empreendedorismo.

Ambos os temas são extremamente relevante nos dias de hoje, principalmente para um determinado grupo que até pouco tempo era excluído do meio: as mulheres.

Afinal, tem crescido a participação feminina à frente de negócios no Brasil. O número de empreendedoras no país aumentou 21% nos últimos 10 anos, enquanto que o de homens cresceu apenas 9% no mesmo período.

Não é à toa que o cenário empreendedor atual do Brasil está repleto de mulheres: Cristina Junqueira (Nubank), Sofia Esteves (DMRH) e Carla Sarni (Sorridents) são alguns dos exemplos de casos de sucesso que podemos citar.

Algumas estatísticas apontam, inclusive, que empreendimentos comandados por mulheres sobrevivem por mais tempo do que os dirigidos por homens.

Quer saber mais sobre o assunto? Confira aqui no meuSucesso 10 mulheres empreendedoras que você precisa conhecer, como Helena Rizzo — reconhecida como melhor chef feminina do mundo pelo conceituado prêmio Veuve Clicquot; Viviane Senna — irmã do ídolo Ayrton Senna e uma das responsáveis por manter vivo o legado do piloto; e Zica Assis — ex-empregada doméstica que se tornou uma das 10 mulheres de negócios mais poderosas do Brasil.

Aprenda sobre vendas no meuSucesso.com. Experimente por 7 dias grátis.

[contact-form-7 id="6666" title="RD Newsletter"]