Empreendedorismo

ONU lança Dia Mundial do Empreendedorismo Feminino

19/11/2014 • por meuSucesso .com

As mulheres vêm ganhando, cada vez mais, espaço no mundo dos negócios

Hoje, o Brasil tem mais de 10 milhões de mulheres empreendedoras. Segundo o último relatório do Global Entrepreneurship Monitor (GEM), mais da metade dos novos negócios abertos no país é conduzida por elas. Mesmo assim, os desafios para a equidade de gênero no mundo dos negócios ainda são muitos. Por isso, neste 19 de novembro, a Organização das Nações Unidas (ONU) lança em Nova York o Dia Global do Empreendedorismo Feminino.

No Brasil, as atividades alusivas à data são capitaneadas pelo Sebrae e o instituto Endeavor, com um lançamento oficial em Porto Alegre, no evento Mulheres Empreendedoras e o Futuro do Brasil. Ao todo, 153 países lançam simultaneamente nesta quarta-feira (19) as comemorações da data, segundo a página oficial da iniciativa.

A expectativa é de que com o estabelecimento de uma data global para lembrar o tema, sejam reforçadas e surjam novas iniciativas que  apoiem e inspirem a presença de mulheres no mundo dos negócios. Ao mesmo tempo, pretende-se mobilizar uma enorme rede que una empreendedores (homens e mulheres) e agentes transformadores que possam assumir compromissos como embaixadores da causa.

Em Nova York, o lançamento acontece dentro da Semana Global de Empreendedorismo, em parceria com o Departamento de Estado dos EUA e a presença de embaixadores dos países que aderiram ao projeto.

O tema está na agenda do dia e entra agora, definitivamente, no calendário anual de atividades oficiais de praticamente todos os países do mundo.

Mulheres empreendedoras

Elas têm, muitas vezes, que se desdobrar em várias para dar conta dos filhos, da casa e, ao mesmo tempo, dos negócios. Não é raro encontrar mulheres que começaram a empreender simplesmente para terem mais liberdade e, assim, conseguirem conciliar todas as suas responsabilidades. Mas também não é difícil encontrar várias que, após descobrirem o mundo empreendedor por necessidade, se tornaram empresárias de referência.

A todas essas guerreiras, deixamos aqui nosso reconhecimento e nosso compromisso com a bandeira do empreendedorismo feminino!

Comentários

Leia também