Empreendedorismo

Tive uma grande Ideia: o que eu faço agora? - por Cássio Spina

19/04/2016 • por Cassio Spina

O investidor-anjo, Cassio Spina, compartilha com a gente diversos insights para quem quer empreender, mas não sabe como começar

A inspiração deste artigo vem de muitos contatos que recebo de aspirantes a empreendedores, assim, compilei abaixo as principais dicas para quem quer se tornar um empreendedor, mas ainda não sabe por onde começar:

1- onde encontro um investidor? Não procure um investidor ainda – lembre-se que investidores procuram empreendedores que já tenham demonstrado minimamente sua capacidade de execução, pois isto é mais importante que a ideia em si. Assim, primeiro você deve começar a transformar sua ideia em algo concreto, para que então possa chamar a atenção de investidores.

2- Mas se eu não tenho recursos financeiros como faço? Bom, você deve demonstrar que mesmo não tendo muitos recursos, consegue realizar algo. Lembre-se que o valor do seu negócio estará na sua execução e não na ideia. Existem milhões de boas ideias e muitas repetidas; não se iluda em achar que só você teve esta ideia genial.

3- Como faço então? Você deve tentar fazer uma poupança com seu trabalho para juntar recursos mínimos para investir na ideia, mesmo que isto signifique abrir mão de outras coisas que gostaria de ter neste momento. Você deve ser o primeiro investidor na sua ideia, pois os investidores querem ter sócios e não “empregados”. Além disto, deve procurar alguém para ser seu sócio empreendedor, que complemente suas competências e conhecimentos, pois se demonstrar que conquistou alguém para trabalhar junto com você, mesmo que ele/ela não ganhe nada no começo além de participação societária, é uma demonstração importante de que seu negócio é atrativo.

4- Ah, mas tudo isto é muito difícil, juntar dinheiro, arranjar um sócio que trabalhe comigo sem ganhar; o investidor não pode fazer isto por mim? Bom, se o investidor for fazer o seu trabalho, ele não precisaria de você; novamente lembre-se que apenas ter uma boa ideia não significa muita coisa (sei que você pode pensar diferente, mas não se esqueça que milhões de outras pessoas também tem boas ideias). Lembre-se também que empreender não é fácil, pelo contrário, é muito difícil e este será o seu primeiro teste de muitos. Assim, se está com dúvidas se deve ou não empreender, este é o momento certo para pensar bem, pois não poderá ter qualquer receio, uma vez que enfrentará várias outras dificuldades.

5- Ok, e depois que consegui juntar algum dinheiro e arranjar um sócio? Bom, ainda não é o momento de buscar um investidor, antes, você deve executar alguns passos importantes, como:

*Conhecer bem o mercado que irá atuar, incluindo seus concorrentes diretos e indiretos.

*Elaborar um protótipo (para produtos) ou prova de conceito (para serviços).

*Apresentar este protótipo/prova de conceito para potenciais clientes e tentar captar intenção de contratar os mesmos ou se possível até já fazer vendas iniciais.

*Fazer um planejamento das ações que executará, os resultados (qualitativos e quantitativos) que espera obter e os recursos (humanos e financeiros) que precisará.

6- Perfeito, então chegou a hora de buscar um investidor? Se você já fez tudo que era possível (e mais um pouco) com os recursos humanos e financeiros que conseguiu, está quase, precisa apenas preparar um apresentação (Pitch e o Deck) para começar a buscar investidores, para isto, você deve estar bem preparado, conhecendo como funciona todo processo de investimento anjo e como isto é bem extenso, não caberia em um único artigo, escrevi 2 livros para te ajudar: o “Investidor Anjo – Como Conseguir Investidores para seu Negócio” (vide www.InvestidorAnjo.net ) e o “Dicas e Segredos para Empreendedores (vide www.AnjosdoBrasil.net/Pitch )

 Lembre-se que investidores estão em busca de boas oportunidades de investimento e claro que sempre vão escolher as melhores, assim, você deve estar o mais bem preparado para conseguir atrair a atenção dos mesmos.

Comentários

Quem escreve

Engenheiro eletrônico formado pela Escola Politécnica da USP, foi empreendedor por 25 anos na área de tecnologia, atualmente exercendo a atividade de investidor anjo para startups e advisor/conselheiro de empresas. É o fundador da Anjos do Brasil, organização sem fins lucrativos de fomento ao investimento anjo e da Altivia Ventures, empresa de investimentos e advisoring. Também é colunista/colaborador de diversas publicações, mentor da Endeavor, conselheiro de empresas e autor dos livros “Dicas e Segredos para Empreendedores” e "Investidor-Anjo - Guia Prático para Empreendedores e Investidores".

POR Cassio Spina

O que o seu time diz sobre você?

1 0