Separamos 4 dicas que todo empreendedor deve saber para lidar com a concorrência


Antes de entrar numa briga de Davi e Golias, empreendedores devem ter certeza de que sabem o que estão fazendo e quem é o concorrente. Grandes empresas têm um enorme capital de giro, estrutura administrativa, investidores de peso, uma ampla base de clientes e relacionamento privilegiado com fornecedores. Para quebrar um poderio dessa magnitude, é necessário ter mais do que ousadia.

Vilmar Ferreira, fundador do Grupo Aço Cearense, hoje uma empresa de grande porte do Ceará, começou o negócio em um mercado dominado por gigantes como a Gerdau. Primeiro atuou como intermediário, depois, quando a Gerdau encerrou o contrato, usou sua base de clientes construída ao longo dos anos e decidiu importar aço para revenda. Foi uma jogada de risco que, hoje, rende um faturamento de R$ 2 bilhões por ano.

Abaixo ensinamos como lidar com a concorrência

1. Saiba reconhecer e aproveitar seus pontos fortes

Pequenos negócios têm algumas vantagens inerentes, independente do mercado onde atuam, como velocidade de mudança, capacidade de inovação, foco em uma solução única e foco em um público único. Portanto, seja qual for o setor, é necessário que o empreendedor esteja consciente de que essas são suas poucas – e valiosas – vantagens. E ele não tem muita munição.

2. Procure um nicho de mercado pequeno

Querer atender a todo tipo de cliente logo de cara pode não ser a melhor estratégia para uma empresa pequena. Lembre-se, você tem pouco poder de fogo e precisa mirar bem. Um nicho pequeno também requer um custo de entrada menor, uma proposta de valor precisa e pouca concorrência. O ponto é fugir do confronto direto com as grandes empresas, o que levaria à derrota certa. Contudo, esse nicho deve atender a outro requisito fundamental.

3. Escolha um nicho com potencial de rápido crescimento

Escala. Se o nicho for pequeno e não apresenta condições de crescer, o empreendedor pode ficar preso, sem fazer decolar o faturamento e à mercê de concorrentes. Se o mercado não tem potencial de crescimento, a receita permanecerá limitada ao tamanho dele. A estratégia do Oceano Azul ensina justamente a procurar um nicho e aproveitar uma demanda que os concorentes não veem.

4. Conheça a fundo esse mercado e suas necessidades

Antes de lançar um produto ou abrir uma empresa, vale lembrar das perguntas básicas: quem é o seu público? Como você quer que ele consuma seus produtos? Quem são os distribuidores e fornecedores que suprem esse mercado? Sem uma definição para essas questões, o trabalho executado será aleatório e a empresa terá poucas chances de dar certo.

5. Garanta que sua empresa irá dominar esse nicho

As primeiras vitórias são fundamentais. A conquista deve ser rápida e incontestável. A partir desse primeiro domínio, o empreendedor terá uma base para sustentar o negócio, possivelmente em um mercado escalável. Para isso, é necessário conhecer as próprias vantagens competitivas em relação aos concorrentes, como preço, produto, distribuição ou proposta de valor. Listamos, 3 empresas que souberam enfrentar a concorrência e que podem ajudar a você entender melhor como é essa batalha.

Aprenda sobre vendas no meuSucesso.com. Experimente por 7 dias grátis.