Gestão

Feedback: os 5 princípios básicos que todo empreendedor precisa saber

18/09/2015 • por Paulo Campos

O colunista Paulo Campos explica a importância do feedback no meio corporativo

Qual a sua frequência em receber e dar feedback para os seus liderados? Com essa pergunta que costumo começar a conversa de coaching com a maioria dos líderes que trabalho ou nas minhas aulas no Insper, quando o tema da aula é liderança ou comunicação.

O feedback é um nutriente essencial para a vida. Não conseguimos ficar mais do que alguns minutos sem o ar, alguns dias sem água e poucas semanas sem comida. Esses são os três nutrientes fisiológicos mais importantes para os seres humanos. Mas a maioria das pessoas não se dá conta de que o quarto elemento fundamental é o feedback.

Veja que na pergunta inicial primeiro vem o “receber” feedback e depois o “dar” feedback, essa ordem não é à toa. Como líder você é o exemplo. Se as pessoas não têm a coragem de dizer a você como está indo a sua atuação, tão pouco irão escutar o que você tem a dizer sobre elas, e que na maioria das vezes é uma crítica ou um comentário sobre o que está faltando.

Receber feedback é uma demonstração de humildade, coragem e confiança. A regra básica aqui é que você não precisa concordar em tudo que é dito sobre você. Logico que quem diz, como diz e quando diz importa, mas com uma boa dose de maturidade você consegue refletir: qual a intenção que essa pessoa tem ao me dizer isso? Normalmente essa reflexão consegue atenuar o impacto do que é dito, e também a sua ação após a conversa.

Dar feedback também é um exercício de empatia e um desejo de contribuir para uma melhora ou manutenção de um comportamento específico. Precisamos entender o outro e a maneira como ele reage para aprimorar nossa capacidade de dar feedback.

São cinco os princípios básicos que você precisa saber sobre o feedback:

1. A qualidade de qualquer relação depende da qualidade e da quantidade de feedback que cada indivíduo recebe do outro. Se o feedback for pobre a relação também será pobre.
2. Cordialidade é uma forma de feedback também. Dar bom dia, perguntar como foi o fim de semana é um feedback importante.
3. O contato visual é uma forma de inclusão e de transparência. Aqui os lideres precisam não só olhar para os liderados, precisam focar no momento da conversa.
4. As pessoas são diferentes, graças a Deus! E algumas pessoas precisam de mais feedback do que outros. Descubra a medida adequada dos seus liderados.
5. Sonegar feedback a alguém é uma espécie de castigo psicológico. É desconforto emocional ser ignorado.

Aqui vai uma dica: para você dar feedback: primeiro perceba se o momento é adequado, descreva o comportamento inadequado, descreva as consequências do comportamento, descreva o que você se sente em relação ao comportamento, ofereça e pergunte alternativas para a mudança do comportamento e, por último estabeleça um prazo para a mudança do comportamento. 

Mochila nas costas e até a próxima trilha!

Comentários

Quem escreve

Paulo Campos

Professor em Insper

Tem 20 anos de experiência em soluções de aprendizagem (Ensinar, Aprender e Liderar). Desde 2000 já realizou mais de 1.800 palestras para 80 mil pessoas nos temas relacionados ao comportamento humano nas áreas de liderança, aprendizado de adultos e gestão de pessoas. É Mestre em Psicologia da Educação/PUC, Pós-graduado em Marketing e Comunicação/ESPM.