Inovação e Tecnologia

7 motivos para investir em franquias - por Adir Ribeiro

18/02/2016 • por Adir Ribeiro

Com um mercado aquecido e em constante crescimento, franquias garantem lucro e baixos riscos

Entrar no mercado com uma marca conhecida e consolidada é o sonho de muitos empresários. Mas esse sonho não é difícil de realizar quando se fala em franquias. Numa franquia, você aposta em uma rede e em seus produtos e passa a fazer parte dela absorvendo conceitos e a cultura corporativa da empresa. As pessoas querem se tornar bem sucedidas, obter lucro e o retorno do investimento realizado, construindo uma marca associada a uma boa imagem e reputação, além de gerar empregos e obviamente, conquistar um nível de realização e satisfação pessoal. Esses interesses são legítimos e fazem parte dos principais motivos da expansão de um negócio por franquias.

Investir em franquias oferece um risco baixo. Segundo dados do Sebrae (Serviço Brasileiro de Micros e Pequenas Empresas) o índice de falência das franquias nos cinco primeiros anos de existência é de menos de 15%, enquanto de grandes empresas é de 80%. Essa diferença se deve, em parte, ao fato de que, numa boa franquia, o modelo de negócio que é repassado ao franqueado já foi testado com sucesso por seu franqueador. Assim, o franqueado adquire uma empresa bem estruturada, recebendo na compra da franquia todo o suporte para assegurar sucesso do negócio.

As franquias possuem, em sua base, a documentação do conhecimento (manuais da franquia), a viabilidade financeira do negócio (modelos testados e replicados), a estruturação do negócio e o suporte (treinamento, visitas de consultores de campo & negócios, programas de relacionamento, etc.) que ajudam muito os empresários que buscam nas franquias uma forma de empreender”.

E as vantagens não param por aí. Confira abaixo sete benefícios para investir numa franquia:

1) Boa reputação

O fato de o franqueador dispor de um cadastro financeiro respeitável levará o franqueado a poder usufruir de descontos nos preços, prazos mais longos e pagamentos em condições especiais. O franqueado terá também a possibilidade de tirar proveito da vantagem competitiva de seu franqueador, uma vez que seus produtos e/ou serviços já tenham sido testados no mercado.

2) Mais chances de sucesso

As chances de um franqueado obter sucesso em seu negócio utilizando-se do sistema de franquia formatada são bem maiores do que as de uma pessoa que monta um negócio independente, pois o franqueador já possui uma rede própria de distribuição e o sucesso de marca foi fortalecido após vários testes de produtos.

3) Plano de negócio

Na maioria das vezes, o pequeno empreendedor independente não dispõe de tempo e habilidade para prever fatos político-sociais e econômicos que possam afetar o seu negócio. É bom poder contar com o apoio de um franqueador competente, podendo instalar-se e se expandir com menor risco financeiro.

4) Maior garantia de mercado

O franqueado poderá aproveitar a vantagem competitiva de seu franqueador, pois, além do fato de já ter testado seus produtos e marcas no mercado, também já deve ter planejado a sua expansão e é conhecedor do perfil dos clientes de seus produtos. 

5) Melhor planejamento dos custos de instalação

Em uma franquia formatada, o franqueador calculará e informará o custo a ser rateado com outros franqueados ao fornecer o projeto arquitetônico e as plantas de engenharia de construção, executar a fiscalização da obra, especificar máquinas e equipamentos, enfim, ao dar todo o apoio necessário à construção e instalação da nova unidade, tomando por base os custos de sua unidade-padrão. Geralmente, em um negócio independente, os custos de instalação fogem completamente à previsão, causando enormes problemas de fluxo de caixa ao empreendedor.

6) Economia de escala

Como os custos de propaganda serão rateados entre os franqueados da rede, haverá uma redução substancial nos investimentos, contando ainda com a possibilidade de melhoria na qualidade desta propaganda. Além disso, existe a vantagem relacionada aos preços obtidos por uma central de compras da rede e ao investimento nos ativos fixos, como máquinas, equipamentos e instalações, que também acabam sofrendo uma redução pela quantidade necessária.

7) Pesquisa e desenvolvimento

O custeio da pesquisa e desenvolvimento de novos produtos, e/ou aperfeiçoamento daqueles já existentes caberá inteiramente ao franqueador, que os testará em suas unidades antes de lançá-los na rede.

O Brasil tem uma clara vocação empreendedora e que a franquia possibilita que as pessoas, cada vez mais, encontrem nesse tipo de empresa, uma forma de empreender correndo menos riscos e se tornando bem sucedidas. Contamos com marcas e empresas de nível internacional, geramos milhares de empregos e o recolhimento de tributos expressivos para a sociedade, dentro de um círculo virtuoso de expansão. Além disso, o potencial de consumo das novas classes econômicas tem apoiado bastante o crescimento do segmento, gerando renda e emprego, e consequentemente o consumo dentro dessas unidades franqueadas.

Comentários

Quem escreve

Adir Ribeiro

Presidente em Praxis Business, São Paulo

Presidente e Fundador Praxis Business Especialista em Gestão Estratégica de Franchising & Varejo, atua há mais de 20 anos nesses mercados. Treinou mais de 50 mil pessoas. É coautor dos livros: Gestão Estratégica do Franchising – Como construir redes de franquias de sucesso e Franchising – Uma Estratégia para a Expansão de Negócios. Colunista e Mentor da Endeavor, Expert do Meu Sucesso.com, Apoiador e Voluntário do Instituto CEO do Futuro (icf.org.br), Consultor Técnico da ABF para a NRF (maior evento do varejo mundial, que acontece em Nova York – EUA), Professor de grandes Escolas de Negócios no Brasil: FGV, FIA/Provar, ABF e Insper.

POR Adir Ribeiro

A "nova era" do Franchising

2 0