Imagem que retrata os comentários e solicitações de amizade do Facebook
Inovação e Tecnologia

Quando o Facebook vai morrer?

10/10/2017 • por Will Fernandes

Já existiram milhares de redes sociais e muitas delas já estão 'mortas', como é o caso do Orkut e Myspace. Será que o fim do Facebook está para chegar nas próximas décadas?

Recebi essa pergunta de um cliente essa semana. Achei peculiar ele pensar nisso, mas a verdade é que tudo nessa terra um dia morre. Pessoas, animais, plantas e empresas um dia vão morrer. Nós, seres vivos, quando morremos somos transformados em alguma forma de matéria prima e as empresas também se transformam. Algumas se transformam em fundos, outras em ativos,  outras em novas empresas ou até mesmo viram sucata -  sendo bem simplista, tudo um dia acaba.

Mas, voltando para a pergunta do cliente “Quando o Facebook vai morrer?”.

A minha resposta para ele foi: nem tão cedo e talvez nem na vida dos seus netos. Mas outras redes socias já deixaram de existir – disse ele.

Então eu expliquei o meu raciocínio para ele do porquê o Facebook vai durar por um bom tempo:

É verdade que tivemos redes sociais e plataformas que não existem mais. Os exemplos disso são o Orkut, Myspace e o Vine. Todos chegaram como tsunamis abalando o mundo e foram embora como meras marolas. A grande diferença entre essas empresas e o Facebook se resumem a quatro fatores essenciais: tempo, tecnologia, liderança e penetração.

Tempo

A rapidez faz parte do nosso cotidiano, o mercado demanda velocidade, os clientes querem resultados imediatos e urgência na entrega do produto ou serviço. O Facebook é a maior empresa de mídia do mundo, gerando conteúdo 24 horas por dia. O consumo desse conteúdo é rápido e de fácil acesso, fornecendo aos seus usuários uma experiência personalisada em tempo recorde.

Technologia

O smartphone já é uma realidade e não mais um sonho distante e o seu impacto em nossas vidas é real. Não ter um smartphone hoje, é como você ter um carro sem motor, você até consegue entrar e sentar nele, mas nunca vai sair do lugar. O Facebook respira tecnologia, é uma empresa em constante desenvolvimento. Hoje o Facebook já desenvolve uma plataforma de VR (realidade virtual), drones elétricos, AI (inteligencia artificial), algoritmos que antecipam tendências, possui o maior banco de dados de pessoas da história da humanidade e o applicativo com maior interatividade no mundo, ou seja, o Facebook é uma empresa do Futuro.

Liderança

O Mark Zuckerberg apesar de sua aparência pacífica é um Shark que comeria todos os outros Sharks no Shark Tank. O exemplo mais recente é depois de ter sua oferta de compra negada pelo Snapchat, copiou os efeitos de filtro que antes eram exclusivos do Snapchat no Instagram e no Facebook. O Zuckerber, não chegou a eliminar o Snapchat, mas impediu que o Snapchat tivesse uma penetração maior no mercado. O Zuckerberg é da mesma linhagem de Steve Jobs, Bill Gates, Flávio Augusto e João Paulo Lemann, ele nasceu para vencer.

Penetração

O Facebook já passa de 2 billhões de usuários, a população do mundo já passa dos 7 billhões. O mundo continua crescendo e a tendência é que o Facebook atraia ainda mais usuários nos próximos anos. O site Statista.com prevê que no Brasil o Facebook cresça de 85 milhões de usuários (2017) para mais de 100 milhões em 2022. A tendência do Facebook é só crescer e não a retrair nos próximos anos.

Por fim, meu cliente entendeu o meu raciocínio, na verdade, ele já tinha se comprometido comigo em investir ainda mais no Facebook, pois ele tem obtido bons resultados com nossas campanhas.

Você empreendedor(a) não se deixe enganar com falácias da internet que o “Facebook vai acabar” ou com o conselho daquele amigo(a) que “desistiu” do Facebook. Os dados mostram que a plataforma não para de crescer, que o banco de dados está cada vez mais aprimorado e que as campanhas de marketing que dão certo no Facebook dão um retorno financeiro sensacional.

Voltando à pergunta inicial: quando o Facebook vai morrer?

Quando vai morrer eu não sei, mas vou usá-lo até ele morrer.

Sucesso!

Comentários

Quem escreve

Will Fernandes

Diretor em North Vzon

Will Fernandes é empreendedor na área de Marketing Digital em Sydney, Austrália. Will trabalha com PME's, Governos locais e empresas Fortune 500. Will presta consultoria de marketing digital, Pro-Bono, para ONGs e Institutos focados no meio-ambiente, assistência social e erradicação da pobreza.

POR Will Fernandes

Quando as empresas fazem greve

0 0