Marketing

4 momentos em que a estratégia de marketing falhou

9/03/2016 • por meuSucesso .com

Reunimos alguns cases de fracassos que geraram grande repercussão

Nem só de sucessos se faz uma história de sucesso. E grandes agências de publicidade e marcas estão aí para provar essa máxima. Mesmo com anos de experiência e histórias consolidadas no mercado, algumas companhias cometeram erros que entraram para história. 

Abaixo, reunimos alguns cases de fracassos que geraram grande repercussão na época em que aconteceram. Relembre conosco e aprenda com eles:

1. Roberto Carlos e Friboi

Roberto Carlos sempre advogou pelos vegetarianos. Por isso, a comunidade se surpreendeu ao saber que ele teria assinado um contrato para ser garoto-propaganda da Friboi, marca de carnes. O investimento foi ousado e não rendeu um retorno para a empresa. No comercial, o rei não chega a comer o bife que está no prato.  

Após as críticas, a marca e o cantor romperam o contrato estimado em  R$ 45 milhões.

2. O falso storytelling da Diletto 

Marcas costumam usar histórias para conversar com os consumidores. Porém, quando a Diletto, marca de sorvetes, decidiu contar uma história inverídica, as pessoas se sentiram enganadas e foram ao Conar reclamar. O órgão julgou o caso e considerou que a empresa deveria especificar que a história contada fazia parte de um jogo de marketing e não era exatamente como vinha sendo contada.

3. Victoria's Secret 

Uma campanha da Victoria's Secret provocou polêmica ao mostrar uma série de modelos magras como “The Perfect Body", ou o corpo perfeito em português. Várias pessoas, então, criaram uma petição online contra a marca e uma contra-campanha com mulheres de diversos tipos físicos.

4. Somos todos macacos 

Tudo começou quando a torcida espanhola jogou uma banana para Daniel Alves, lateral do Barcelona. O caso provocou a ira dos colegas do atleta e reacendeu os debates sobre racismo no futebol. Neymar publicou uma foto, ao lado de seu filho com a hashtag #SomosTodosMacacos, que gerou críticas depois que se tornou pública a informação de que a iniciativa havia partido de uma agência publicitária e não de uma indignação genuína do jogador. O protesto foi visto como sem espontaneidade e a jogada de marketing como aproveitadora. A coisa piorou quando Luciano Huck resolveu lançar uma coleção de camisetas com o tema. O apresentador foi acusado de oportunismo por uma multidão de internautas.

Conteúdo Administradores.com especial para o meuSucesso.com

Comentários