Fique Por Dentro

First Class: 5 maneiras de investir no mundo digital

25/02/2015 • por meuSucesso .com

Veja ensinamentos valiosos para empreendedores - independente do segmento em que atuem

Nos últimos 15 anos, as tecnologias - principalmente as de comunicação - evoluíram numa velocidade nunca antes vista na história. No final dos anos 1990, aqueles computadores com monitores de tubo, brancos ou ligeiramente amarelados, eram artigos de luxo. Conexão à internet era algo caro, restrito, sem qualidade e, no fim das contas, não servia para muita coisa, já que a web, naquele tempo, era quase um deserto virtual (se tomarmos como referência o oceano de informações que temos à disposição hoje). Só alguns poucos visionários poderiam supor naquela época que, em menos de duas décadas, viveríamos conectados praticamente 24 horas, através de múltiplos dispositivos e por meio de uma infinidade de canais.

Compreender o ritmo e os cenários criados a cada novo ciclo desse movimento é indispensável para se integrar ao mundo. Isso vale para indivíduos, mas vale ainda mais para empresas. Se uma pessoa quiser não ter celular, não usar o Facebook e morar num mosteiro no alto do Himalaia, ela pode e, a seu jeito, vai viver muito bem. Se a padaria da esquina decidir que não vai se preocupar com o virtual, porque só vende para pessoas de carne e osso que vão ao seu balcão todos os dias, talvez não dure mais muito tempo, porque a concorrente do outro lado da rua avisa os clientes pelo Whatsapp sempre que sai uma nova fornada de pão quentinho e aí todo mundo acaba preferindo ir para lá.

É sobre esse universo que Sandra Turchi, especialista em marketing digital e sócia-diretora da Digitalents, fala na First Class disponibilizada nesta semana no meuSucesso.com. Dentro do estudo de caso sobre Robinson Shiba, fundador do China in Box, a aula traz ensinamentos valiosos para empreendedores - independente do segmento em que atuem. 

Sandra frisa que, antes de pensar em estratégia, é indispensável compreender o contexto atual e, para ela, o primeiro passo é saber que não é possível mais tratar offline e online como coisas independentes. Ela ressalta que o foco de toda ação deve ser sempre o usuário/cliente/consumidor, personagem já inteiramente híbrido, que até compra na loja física, mas lá mesmo, através do celular, compara os preços dali com os do e-commerce e depois compartilha suas impressões sobre a empresa nas redes sociais.

Nesse sentido, ela destaca ainda outro aspecto, que é o conceito de business to network (negócio para a rede de contatos). "Eu não estou mais fazendo negócios com um consumidor, eu estou fazendo negócios com a rede desse consumidor. Porque se eu atender bem, ele vai falar bem de mim para sua rede. Se eu não atender, provavelmente, ele vai detratar minha marca", afirma Sandra.

Tendo tudo isso em mente, confira abaixo cinco das dicas que a especialista em marketing digital dá para que você, empreendedor, invista no mundo digital:

Redes sociais

É, atualmente, um dos mecanismos mais potentes para ações de marketing. Mas é preciso saber utilizar. Sandra lembra que, nesse tipo de espaço virtual, é preciso prezar pelo relacionamento. Lá, o cliente quer interagir e vai participar, seja falando bem, seja falando mal da sua iniciativa. Por isso, a dica é buscar construir uma boa reputação, para conseguir influência. Num segundo passo, após construir uma relação com o público, lançar mão de ferramentas que convertam os resultados desejados (exposição da marca, realização de uma venda por meio do social commerce, atrair a visita de um leitor para um site etc.).

Buscadores

Ao falarmos em buscadores, como destaca Sandra, podemos nos resumir ao Google, que domina mais de 90% do tráfego nesse campo. A especialista explica que existem duas maneiras de desenvolver ações nessa área: pagando anúncios de links patrocinados (para isso, é importante estudar o assunto de maneira mais detalhada, para conhecer a ferramenta e saber qual a melhor maneira de utilizá-la) e estruturando seu site para que o Google o indexe bem (para isso, deverão ser implantadas técnicas de SEO - Search Engine Optimization, que em português significa Otimização para Mecanismos de Buscas).

Site/Hotsite

Para desenvolver uma ação para buscadores, é importante investir em um bom site. Otimizado por um bom planejamento e implementação de SEO, esse canal pode ser uma maneira poderosa de gerar cadastros e construir uma boa base de clientes e clientes em potencial. Nesse aspecto, é importante diferenciar o site do hotsite. O primeiro é perene e funciona, inclusive, com caráter institucional. O segundo é, geralmente, dedicado a alguma ação pontual, como uma promoção.

E-mail marketing

Embora seja o instrumento mais antigo de comunicação na internet, ainda é bastante utilizado e funciona, se for bem planejado. Sandra explica que mais de 90% dos e-mails marketing enviados hoje são classificados como spam. Para não cair nesse mar de lixo, sua empresa deve evitar más práticas, como enviar e-mails a pessoas que não solicitaram, e implementar boas, como trabalhar uma comunicação mais pessoal e direta.

Mobile

Se o mundo está conectado 24h é graças à tecnologia mobile, seja pelo smpartphone, o tablet ou qualquer outro dispositivo. E a tendência é de que isso se aprofunde, com a popularização dos wearable, como relógios e óculos conectados. Por isso, pense uma estratégia para o mobile. Desenvolva versões dos seus canais que se adaptem bem a esse tipo de dispositivo e trabalhe uma linguagem específica (textos mais curtos e objetivos) para seu público que chega a seus canais por meio dessas ferramentas.

ASSISTA À AULA COMPLETA AQUI: https://meusucesso.com/conhecimento/cursar/first-class-15/?aula=84

Comentários