Empreendedorismo

A "magia" do sucesso - por Elias Awad

8/08/2016 • por Elias Awad

Ela já foi conhecida como "miss fracasso" e nada do que ela se envolvia dava certo. Até que então...

“Eu parei de fingir para mim mesma. Assumi que eu não era nada além do que eu era, e comecei a dirigir toda a minha energia para terminar o único trabalho que importava para mim. Fui posta em liberdade! Eu ainda tinha uma filha a quem eu amava, uma máquina de escrever antiga e uma grande ideia. E assim o fundo do poço tornou-se uma base sólida sobre a qual eu reconstruí minha vida”.

Biografias... Eu amo conhecer e escrever histórias...  E não pense que a sua é melhor ou pior que a das outras pessoas.  Ela é simplesmente única! Só uma pessoa a viveu: você!

As palavras acima foram ditas por uma mulher de grande sucesso! Alguém que foi do “inferno ao céu”. Alguém que saiu da necessidade extrema e reuniu uma fortuna de mais de US$ 1 bilhão (em torno de R$ 5,8 bilhões)!

Farei um pouco mais de suspense! Nossa vencedora bilionária foi reconhecidamente por muito tempo a “Miss fracasso”! Nada daquilo em que ela se envolvia dava certo! Fracassou no casamento e nos relacionamentos... Fracassou nas primeiras escolhas profissionais... Fracassou na carreira... Fracassou... Fracassou... Fracassou...

Com a sequência de insucessos e a falta de dinheiro, vieram a falta de esperança, e a depressão. Pensou até em dar um fim à própria vida!

Agora, sim, podemos explicar quem é essa mulher e a “tradução” do sentido das palavras acima! Como ela mesma disse: “Fui posta em liberdade”!

Naquele “inferno” em que se transformou a vida dela, J. K. Rowling, a Joanne Rowling, percebeu que, em meio a tantos fracassos, estava rodeada por grandes riquezas: “Eu ainda tinha uma filha a quem eu amava, uma máquina de escrever antiga e uma grande ideia... Que surgiu dessa forma: “Eu estava viajando de volta para Londres em um trem lotado e a ideia de Harry Potter simplesmente caiu na minha cabeça”.

Eu, como biógrafo, faço a seguinte leitura da frase: A filha a quem ela amava era o grande estímulo para não esmorecer e seguir em frente; a máquina de escrever, mesmo estando na década de 1990 e o computador já sendo uma realidade, era o que restava e conforme a vida nos ensina: às vezes, precisamos saber fazer omeletes mesmo não tendo ovos para prepará-los; e a grande ideia (Harry Potter) é exatamente aquilo que estimula um grande sonho, lembrando que as grandes fortunas nasceram através justamente das ideias e da energia colocada em prática para realizá-las!

Claro, para sobreviver ela teve que dar aulas de inglês, trabalhar como secretária bilíngue... Mas a ideia e o sonho permaneciam vivos!

Com suas três “riquezas”, Joanne acomodava-se nos cafés. Enquanto a filha descansava, ela deslizava seus dedos pelas teclas da máquina de escrever, com a mente concentrada, feliz em seu íntimo e com enorme sorriso no rosto. Ela estava realizada e percorrendo um caminho que a levaria ao “céu”.

Ela finalmente concluiu a obra e sua perseverança foi novamente colocada à prova: levou o livro para um editor, que recusou o material... o segundo também... o terceiro idem... o sexto respondeu: li mas não temos interesse... Até que lá pela décima editora, a Bloomsbury, ela ouviu: gostei, vamos publicar e lhe adiantamos L 2.500 (libras esterlinas) de direitos autorais (aproximadamente R$ 15 mil)...

Bem... daí por diante, todos nós já conhecemos os capítulos da sequência de uma biografia que ainda está em construção. E podem ter certeza: J. K. Rowling, ou Joanne Rowling, construiu duas grandes riquezas. Uma delas através dos direitos autorais e contratos cujas somas ultrapassam L 1 bilhão.

A outra tem valor inestimável e supera em dezenas... centenas... milhares de vezes a riqueza de L 1 bilhão. Estou falando da história de vida, da biografia da autora. De tudo que ela viveu, errou, acertou, chorou, sorriu e sonhou...

Que as passagens que constroem a biografia de J. K. Rowling possa motivar você a criar idéias e a ir em busca dos seus sonhos.

Mas não se esqueça: a biografia alheia pode motivar, mas transformar sua vida depende única e exclusivamente de você e dos seus próprios pensamentos e atos!

Comentários

Quem escreve

Elias Awad é formado em Jornalismo e Administração de Empresas, e Pós-Graduando em Liderança e Gestão de Pessoas e Equipes. Depois de trabalhar por alguns anos na área comercial da Companhia Mineira de Metais, do Grupo Votorantim, ingressou no jornalismo. Como repórter, trabalhou em algumas das principais equipes e emissoras de TV do Brasil (Band, Sportv, SBT e Panamerican Sports Network-PSN). É palestrante sobre temas que envolvem as trajetórias de vida dos principais empreendedores brasileiros. É autor de diversos livros, criou e apresentou o Programa Biografias, primeiramente na Rádio Eldorado e a partir de 2011 na Rádio Estadão ESPN.

Mais Colunas