Operações

Como montar um plano de negócios

23/04/2014 • por meuSucesso .com

Colocamos aqui algumas dicas e orientações para montar um plano de negócios eficiente e completo.

Montar um plano que especifique todos os passos necessários para a construção, reformulação ou expansão de um empreendimento é fundamental para manter claros os objetivos a serem alcançados, bem como estabelecer as melhores maneiras de alcançá-los. Seguindo o modelo proposto por José Dornelas, no livro "Plano de Negócios - Exemplos Práticos", colocamos aqui algumas dicas e orientações para montar um plano de negócios eficiente e completo.

1. Sumário executivo (SE)

É a seção mais importante do plano de negócios. Deve responder às perguntas "O quê? Quanto? Onde? Como? Por quê? Quando?".  Essas questões geram as repostas definidoras do perfil do negócio. O SE mostra, então, quem você é, qual o modelo de negócio em que está envolvido e porque você e sua equipe são as pessoas certas para esse empreendimento. Aqui devem ser especificadas de forma objetiva, a estratégia e visão, mercado, quantidade de investimento necessário e o que será feito com ele,  bem como quais são os diferenciais da empresa.

2. Conceito do negócio e a oportunidade

A partir daqui, os tópicos fazem parte da estruturação do SE. O conceito do negócio precisa responder em que ele consiste, o que vende e para quem vende.  Se a empresa já existe, é necessário apresentar um  breve histórico com principais realizações, faturamento, número de clientes, de funcionários, crescimento nos últimos anos, diferenciais, etc.

Uma empresa iniciante mostrar claramente seu propósito, aonde quer chegar e quais serão os valores e premissas para esse crescimento. Nos dois casos é preciso apresentar de forma sucinta o porquê de você ser capaz de fazer o empreendimento crescer, qual é a oportunidade de negócio, quais os principais produtos e serviços, além de expor qual será a estrutura legal da empresa.

3. Mercado e competidores

A análise de mercado deve ser feita em algumas etapas: análise setorial, que busca saber onde a empresa vai atuar; análise do mercado-alvo dentro deste setor que será o foco do negócio; e análise da concorrência. O objetivo da construção dessa análise é entender como se comporta o mercado e como a sua empresa poderá se aproveitar das lacunas ainda não preenchidas por outros empreendedores.

4. Equipe de gestão

Nessa seção, é necessário descrever os principais executivos/gestores de seu negócio, mostrando pontos fortes, experiência, nível de envolvimento com a empresa. Isso porque o plano de negócios precisa mostrar que a equipe estratégica tem o que é necessário para fazer o empreendimento prosperar. Você pode anexar currículos dos principais líderes, estabelecer que tipo de recurso humano está faltando, bem como explicitar qual será a política de contratação e gestão de RH conforme o negócio expandir.

5. Produtos/serviços e vantagens competitivas

Aqui é preciso descrever objetivamente os produtos e serviços, destacando seus benefícios e diferenciais, utilidade e apelo (finalidade), nível de tecnologia e inovação (se o produto é patenteado, por exemplo), bem como em que estágio do ciclo de vida se encontra esse serviço ou produto.

6. Estrutura e operações

Este ponto é uma continuação dos dois anteriores. Podem ser incluídos fatores como produção e distribuição, serviços pós-venda, processos de negócio, fornecedores, infraestrutura e infraestrutura tecnológica. Quaisquer outras informações referentes à estrutura e operações da empresa que não tenham ficado claras nos outros tópicos poderão ser explanados aqui.

7. Marketing e projeção de vendas

Há várias formas de desenvolver uma estratégia de marketing, mas a mais simples e comum seria a que foca nos 4 Ps. Dornelas propõe um modelo mais ou menos assim:

- Posicionamento (produto/serviço) - Refere-se a como você quer que seu produto ou serviço seja visto pelo cliente e como diferenciá-lo da concorrência. Envolve elementos de design, logomarcas, consolidação (ou mudança) de imagem e identidade visual.

- Preço - Definir preços, prazos, formas de pagamento, descontos e promoções, além de política de atuação em diferentes mercados.

- Praça (canais de distribuição) - Definir como e quando os produtos e serviços chegarão até os clientes (logística de distribuição, prazo de entrega e uso de canais alternativos).

- Propaganda - Como os clientes conhecerão o produto/serviço? Definição de agências de publicidade e política de relações públicas, formas, canais e abordagem de vendas, mídias prioritárias.

Esses temas não são "obrigatórios", o importante é desenvolver uma estratégia de marketing que foque no que é essencial para o seu negócio. É importante definir projeção de vendas e participação de mercado, além de uma estratégia de crescimento, que indique onde você está começando, aonde quer chegar e, principalmente, como pretende fazê-lo. Estabelecer a razão de ser e a missão da empresa, de forma clara, mas sem necessariamente recorrer a frases de efeito, fazem parte deste item.

8. Finanças

A seção de finanças deve refletir em números toda a estratégia do negócio, mostrando os investimentos necessários para seu estabelecimento, bem como as diferentes possibilidades de retorno. Deve incluir também, uma previsão de receitas para os próximos cinco anos, bem como um prazo para retorno do investimento. O objetivo é mostrar a viabilidade financeira do empreendimento.

Conteúdo desenvolvido pelo Administradores.com exclusivo para o meuSucesso.com

Comentários