Gestão

Como precificar seu produto ou serviço?

17/03/2015 • por meuSucesso .com

Para chegar de maneira precisa aos seus preços, uma série de variáveis precisa ser levada em conta,

Definir os preços de produtos ou serviços, às vezes, é o principal calo de empreendedores iniciantes. Fazer isso corretamente, no entanto, é fundamental para o sucesso de um negócio. Preços subvalorizados pode tornar seu negócios financeira e economicamente insustentável. Por outro lado, valores muito altos para o público que você pretender atingir e o mercado em que pretende atuar podem estancar suas vendas. 

Para chegar de maneira precisa aos seus preços, uma série de variáveis precisa ser levada em conta, como público-alvo, mercado, sistema tributária em que seu negócio se encaixa, economia do país e da região, seu produto ou serviço e a forma como ele se posiciona no mercado etc. E há ainda um outro fator crucial: a margem de contribuição que você pretende alcançar. 

Chegar à margem de contribuição pode representar uma dor de cabeça para muitos administradores (e, realmente, fazer a conta de maneira correta não é a coisa mais simples do mundo). Mas, uma vez desvendada, pode ser útil para organizar as finanças e oferecer estabilidade aos negócios, além de ser uma maneira de controlar as contas da organização e melhor precificar os produtos.

Em poucas palavras, a margem de contribuição pode ser definida também como ganho bruto sobre as vendas, ou seja, quanto sobra das vendas para que a empresa possa pagar suas despesas fixas e gerar lucro. Nessa conta, é importante reforçar, o valor a ser considerado já tem abatido sobre o valor de venda (preço do produto ao consumidor) as despesas variáveis, que são aquelas vinculadas diretamente à comercialização (impostos, taxas etc.).

Outros fatores que você deve levar em conta:

Tributos

Os tributos pagos por sua empresa interferem fortemente em seu preço. Por isso, saber exatamente o que e quanto paga e a forma de tributação pela qual sua empresa optou é fundamental. 

Seu posicionamento

Se você pretender trabalhar visando as vendas em larga escala e se posicionar como um negócio popular, precisará cobrar um preço menor, para chegar a mais pessoas. Mas se, pelo contrário, seu posicionamento prezar pela exclusividade, os preços deverão ser maiores.

Saiba diferenciar preço e valor

Entender o valor que seu produto tem perante o público, ou seja, os fatores subjetivos que seus clientes atribuem ao que você vende (qualidade, exclusividade, agilidade na entrega etc.), é fundamental para definir quanto cobrar. Não se chega ao preço simplesmente com fórmulas matemáticas considerando custos, despesas, margem de contribuição e lucros. Cobrir as contas é o mínimo. O que o cliente aceita pagar é o máximo.

Conteúdo Administradores especial para o meuSucesso.com

Comentários