Pessoas

O principal fator para o seu sucesso é você! - por Paulo Campos

8/05/2015 • por Paulo Campos

O autoconhecimento por meio de conceitos, reflexões e ferramentas ajuda a potencializar seus pontos fortes e minimizar os impactos de seus pontos fracos

O autoconhecimento constitui-se da percepção das nossas capacidades e limitações, bem como das nossas próprias emoções e ações. É a percepção de como pensamos, agimos e reagimos a diversas situações e que impactos geramos naquilo que fazemos e nas pessoas com as quais convivemos. Com ele conseguimos nos adaptar mais facilmente às mudanças do cenário atual e às situações do dia a dia. Implica ainda em assumir a responsabilidade de gerenciar a si mesmo e construir uma vida e carreira de sucesso. 

Autoconhecimento anda junto com autodesenvolvimento, que é hoje uma das principais competências dos profissionais que atuam no século XXI. As organizações precisam de pessoas que estejam conscientes e focadas em seu autodesenvolvimento. Pessoas que sejam capazes de responder rapidamente às mudanças, adaptar-se à nova realidade tecnológica, superar os desafios e que garantam não apenas a sobrevivência, mas principalmente o sucesso organizacional.

A importância do autoconhecimento é crucial, pois é um processo de aprendizagem para a vida toda. O autoconhecimento por meio de conceitos, reflexões e ferramentas ajuda a potencializar seus pontos fortes e minimizar os impactos de seus pontos fracos. 

A pratica do feedback lhe ajudará a identificar esses pontos fortes dominantes e seus pontos fracos, além de dicas de como lidar com eles no dia a dia. Procure se conhecer um pouco mais e pensar em maneiras de potencializar o que você tem de melhor.

O autoconhecimento é um processo de reflexão e ação que nos torna capazes de identificar e refletir sobre nossas atitudes e comportamentos para, assim, podermos interferir em nossos comportamentos e atitudes gerando maior eficácia em nossos resultados profissionais e pessoais.

Possibilita identificar e adaptar seus potenciais, suas aptidões, emoções, atitudes e comportamentos a cada situação, bem como refletir como eles interferem no alcance dos resultados pessoais e profissionais e impactam as pessoas a sua volta. Permite a criação de estratégias para administrar suas dificuldades, bem como desenvolver e usar seus pontos fortes a seu favor. Aprimora a sua interação com outras pessoas. Afinal, outras percepções e pontos de vista também nos ajudam a ter a medida de quem somos e a entender como as outras pessoas são. Guia você a fazer as melhores escolhas e decisões para lidar com as situações do dia a dia. O autoconhecimento é uma das fontes de aprendizado mais importantes para o ser humano e deve acontecer durante toda a vida. 

Cada um de nós, percebamos ou não, tem uma autoimagem. Vemo-nos de algum modo – inteligente, lerdo, gentil, bem-intencionado, preguiçoso, incompreendido, meticuloso ou perspicaz; todos nós conseguimos escolher adjetivos que nos descrevam. Esse é o “eu” por trás do rosto no espelho, o “eu” que pensa, sonha, fala e acredita, o “eu” que ninguém conhece completamente.

Lembre-se: se conhecer não é fácil. É um exercício permanente de reflexão e percepção.

Comentários

Quem escreve

Paulo Campos

Professor em Insper

Tem 20 anos de experiência em soluções de aprendizagem (Ensinar, Aprender e Liderar). Desde 2000 já realizou mais de 1.800 palestras para 80 mil pessoas nos temas relacionados ao comportamento humano nas áreas de liderança, aprendizado de adultos e gestão de pessoas. É Mestre em Psicologia da Educação/PUC, Pós-graduado em Marketing e Comunicação/ESPM.