Pessoas

Uma nova era de benefícios para motivar seus funcionários - por Nandico

3/06/2015 • por Fernando Aquino (Nandico)

Entender os colaboradores e propiciar benefícios que vão além do ticket refeição e plano de saúde

É um momento gostoso aquele quando nossos negócios começam a contratar. A formulação do que vamos oferecer como benefício é um exercício muito legal para o empreendedor. Passar a gerar empregos diretos é um grande marco. Parabéns se você chegou até aqui buscando inspiração para lidar com esse próximo passo.

Vamos analisar juntos alguns modelos contemporâneos, que saem do comum. Ticket refeição e plano de saúde, esse tipo de benefício é o patamar inicial, não lhe gera diferenciação que reflita em maior poder de contratação. A ideia aqui é abrir a cabeça para compor uma carta de incentivos que não, necessariamente, custe mais e que gere alto impacto motivacional nas pessoas que desejamos atrair para trabalhar conosco.

Passamos por um período onde empresas mais modernas, até mesmo aqui no Brasil, incentivem o funcionário com um ambiente descontraído, como por exemplo, mesas de pingue-pongue, manicure, video-games, treinamentos internos, lounges com puffs, comes e bebes para aumentar o poder de tracionar talentos. O paradigma oculto dessa linha é criar artifícios que façam as pessoas passarem mais tempo dentro do escritório, numa perspectiva imediatista de produtividade.

Na contramão desse processo há um novo movimento que prioriza incentivar que aos funcionários deixem o confinamento dos escritórios. Precisamos ser estimulados a ter vida além do trabalho.

Nessa corrente são gerados estímulos para que as pessoas levantem-se de suas mesas e alcancem as ruas para fazer coisas como queimar calorias, passar mais tempo com a família ou com seus animais de estimação. A empresa incentiva um tempo de qualidade do funcionário fora do escritório para que a vida dele tenha mais saúde e tranquilidade com o objetivo de que a atividade dentro da empresa seja mais produtiva numa perspectiva de longo prazo. O estímulo ao equilíbrio pessoal ajuda a manter engajamento sincero do colaborador com a companhia.

Entre algumas boas opções que você pode pensar estão:

Incentivo a atividade física

Manter as pessoas ativas é importante. Há uma gama de programas corporativos de incentivo a exercícios surgindo: o colaborador faz atividade física e é recompensado. Outras formas de apoio ocorrem quando a empresa contribui com parte do investimento na mensalidade da academia, na aula de pilates, na manutenção da bike ou em outras situações onde o funcionário assuma parte da despesa e o compromisso de frequência nas atividades.

Incentivo a boas férias

Seja um guardião do cumprimento de uma boa política de agendamento de férias. O descanso anual bem curtido é fundamental para combater a síndrome do esgotamento profissional. O processo de férias é um arranjo familiar onde mudanças forçadas por falta de planejamento da empresa nunca são bem vindas. Contratar consultoria coletiva em viagens pode ajudar os funcionários menos experientes em coisas simples como o planejamento antecipado do período, compra de passagens, reservas de hospedagem e especificidades gerais de cada destino ou tipo de viagem (solteiro, casal, família, grupos, etc). Leve as férias das pessoas a sério para que elas possam relaxar de fato.

Estabeleça bons processos que permitam o trabalho remoto

Vários negócios contemporâneos possuem atividades que podem ser feitas eventualmente de casa ou de alguma localidade conectada que o funcionário preferir. As possibilidades atuais de comunicação instantânea permitem certificar que os bons funcionários estão trabalhando de fato mesmo em situação remota. Várias empresas estão adotando a política de permitir que as pessoas trabalhem de fora do escritório pelo menos um dia por semana. Avalie se o seu negócio é propício para oficializar o trabalho remoto. A gente vê muito empreendedor desfrutando dessa prerrogativa. É justo dividir a possibilidade com os outros.

Suporte a boa alimentação

Como é a agricultura familiar na região em que o seu negócio está instalado? Comer bem é fundamental para uma vida saudável a longo prazo. Verifique alternativas onde seus funcionários possam comprar ingredientes frescos e preparar a sua própria comida em casa. Reembolse parte desse consumo como benefício.

Observe os problemas comuns das pessoas

Na rádio Corredor as pessoas comentam o tempo todo sobre pequenos aborrecimentos diários que podem ter um impacto crônico na vida delas. Pode ser a falta de um lugar para deixar a bicicleta em segurança, estacionamentos muito caros nas proximidades do escritório ou outros fatores de influência variada na vida de cada um. Há uma janela de oportunidade importante quando a empresa, por algum outro motivo, precisa se mudar para uma nova sede. Conhecer as queixas das pessoas vai te alimentar de parâmetros para escolher um novo lugar sem os mesmos problemas.

Esses exemplos são só o começo de um raciocínio de possibilidades: um combustível de ignição para seu próprio desenvolvimento de ideias. Todo bom empreendedor sabe onde o sapato aperta. Em nossos negócios o recrutamento é parte crítica para sustentar o crescimento futuro. Por favor não deixe para se preocupar com isso somente quando o tópico se tornar um problema.

Conhece mais algum caso ou exemplo de benefício motivacional diferenciado? Por favor comente para me ajudar: o meu negócio está buscando inspiração e referências nessa área. Assim ajudamos a todos! #SomosGV

Comentários

Quem escreve

Fernando Aquino (Nandico)

CEO em Mova Mais (+), Brasília, Brazil

Co-fundador e CEO do mova mais. Criativo de tecnologia, programador e empreendedor há 17 anos. Hoje trabalha focado em pesquisa e desenvolvimento de produtos associados a tecnologias de saúde, fitness e computação para vestir.

POR Fernando Aquino (Nandico)

A minha primeira ideia de um bilhão de dólares

8 3