Com a chegada da pandemia de Covid-19 em fevereiro, o mês de março já registrou no país um aumento instantâneo das vendas online.


O crescimento do e-commerce no Brasil já vem numa curva de ascensão e em 2019, de acordo com dados da NeoTrust, registrou alta de 22,7% em venda online. Com a chegada da pandemia de Covid-19 em fevereiro, o mês de março já registrou no país um aumento instantâneo das vendas online.  Por isso, o crescimento do comércio eletrônico deve continuar, principalmente com itens básicos de saúde, esporte e alimentação, que impulsionam essa curva. 

Por causa da recomendação de isolamento e distanciamento social, comprar online é a saída que as pessoas têm para se manter em casa, porém, abastecidas. Farmácia e supermercados dispararam nas vendas, mas outros setores também podem aumentar o faturamento neste momento em que o perfil de consumo muda e todos precisam se adaptar. Como você pode se colocar nesse painel?

Mais do que nunca, uma venda em um momento delicado economicamente, precisa agregar valor. Ou seja, o comerciante precisa ser empático e não se fazer oportunista, o cenário atual é difícil pra todos. Mas isso não quer dizer que não deve buscar o seu espaço no varejo em meio à pandemia. É possível encontar uma forma de compensar a falta das pessoas na loja física, trazendo elas para o online.

Invista em venda online

Se essa ainda não é uma realidade do seu comércio, chegou a hora de colocar a ideia para rodar. Veja algumas dicas de como fazer isso:

  1. Em primeiro lugar, crie uma forma de comunicar aos seus clientes que está realizando as vendas de forma online, por WhatsApp, Instagram, Facebook ou site.
  2. Desenvolva essa comunicação visual dos produtos para mostrar aos clientes o que você tem a oferecer.
  3. Estreite seu relacionamento com os clientes. Se aproxime!
  4. Crie promoções de indicações, bonifique os clientes que indicarem novos consumidores para o seu negócio (marketing de indicação).
  5. Faça um planejamento para divulgar seus produtos nas redes sociais.
  6. Pesquise os hábitos de consumo desse momento de pandemia e ofereça o que o consumidor precisa, reveja seu portfólio de produtos, mas ofereça somente o que pode atender. Inovar sempre é bem vindo, mas cuidado, talvez não seja o momento de diversificar demais o seu negócio. Haja com cautela.

Delivery

Mais do que venda online, a sua loja pode implementar o delivery. Qualquer produto pode ser entregue em casa, esse serviço não está disponível apenas para comida e farmácia, mesmo que mais usuais. O varejo pode manter a loja física com funcionários trabalhando de forma revezada, com portas fechadas, mas entregando seus produtos para os clientes e, dessa forma, colaborando com o isolamento social. As vendas se preservam e podem, inclusive, aumentar. Dicas para que o seu delivery funcione:

  1. Tenha todas as formas de pagamento. Esteja preparado para receber em dinheiro, em cartão, meios de pagamento online e pagamentos por dispositivos mobile.
  2. Aposte em horários diferenciados do comércio tradicional para as entregas, seja flexível.
  3. Organize as entregas por região, até o serviço engrenar, comece atendendo os bairros mais próximos – no caso de cidades grandes.
  4. Taxas de entrega devem ser coerentes com a distância, não é o momento de se aproveitar e sim de facilitar a vida de quem está isolado em casa.
  5. Estabeleça um intervalo entre a compra e a entrega que seja viável e possível de atender para não gerar problemas como atraso.

Uma dica valiosa para quem vai vender de forma online é não esquecer que, a estrela de tudo isso, é o cliente. A experiência do consumidor tem que estar em primeiro lugar. Lembrando que, para muitos, comprar online ainda é uma novidade, é preciso que tudo seja bem explicado.

Ações na crise

Na crise que muitas oportunidades aparecem, esse foi o caso da Gazeta do Povo, jornal curitibano que, prestes a completar 100 anos de existência, encerrou sua circulação impressa e se voltou totalmente ao digital. Um passo de coragem foi preciso para que a saúde do negócio fosse preservada diante da mudança no cenário mundial.

Quer saber mais de como Ana Amélia Filizola comandou essa transformação? O meuSucesso estudou esse caso. Aprenda como foi preciso olhar para o futuro e acreditar na mudança. Vire sua chave, estude com essa história de superação, que traz ensinamentos valiosos sobre como se adaptar às mudanças da nova economia que fizeram a empresa rever todo o seu modelo de negócio para fazer toda a transição para o meio digital. Estude com o meuSucesso, acesse já. Ainda não é assinante? Experimente grátis por 7 dias.