Empreendedorismo

Como encontrar oportunidades de negócios

23/04/2014 • por meuSucesso .com

Veja dicas que vão auxiliá-lo na busca por opções para empreender

Empreender é o sonho de muita gente. É comum, no entanto, essas pessoas enfrentarem dificuldades para encontrar a resposta mais apropriada à primeira pergunta que qualquer empreendedor precisa se fazer antes de colocar a mão na massa: o que fazer? Essa é uma decisão que exige a avaliação de uma série de fatores antes de ser tomada. Ideias de negócio, muitas vezes, são lindas na cabeça de seus donos. Mas, na prática, não são viáveis. Por isso, é fundamental pesquisas, estudar, analisar antes de investir tempo e dinheiro em algo que, por mais que seja um sonho, pode ser um barco furado.

Encontrar a melhor oportunidade de um negócio próprio significa, antes de tudo, identificar algo que lhe faça feliz e, ao mesmo tempo, seja viável economicamente, com boas perspectivas de sucesso.  "A melhor maneira de identificar oportunidades de negócios é acompanhar o ecossistema empreendedor de uma região comparando com as tendências globais e regionais da economia. O investidor deve conhecer o cenário macroeconômico e principalmente tendências futuras.  Essa comparação, aliada ao potencial empreendedor local, e um modelo de negócios que seja realmente atrativo no ponto de vista de geração de valor e com capacidade de uma monetização recorrente, são fatores chaves para uma decisão assertiva", afirma Tiago Lemos, da aceleradora Ventiur.net.

Sua escolha pode ser por uma oportunidade de negócios na internet, por uma franquia barata ou por uma franquia de sucesso. Pode ser algo totalmente diferente ou uma novidade em um setor tradicional. Mas essa é uma decisão que depende muito mais de você do que do segmento. Afinal de contas, não é porque a web é uma mina de ouro para Mark Zuckerberg que vai ser para você também, que não entende nada de programação, por exemplo. Nesse sentido, há um grande fator que vai fazer toda a diferença: seu negócio precisa gerar impacto na vida das pessoas.

"Negócios que tem características globais e apresentam inovações disruptivas tendem a gerar um maior potencial. É importante identificar a capacidade empreendedora do founder e o potencial da equipe em fazer acontecer o modelo de negócios", afirma Tiago Lemos.

Levando essas questões em conta, elencamos aqui 5 fatores que você deve considerar na hora de decidir investir em um negócio. Tomando esses pontos em conta, você terá grandes chances de apostar na oportunidade certa.

Encontre-se antes de procurar um negócio

Você, empreendedor, é o pilar fundamental do negócio que quer criar. Então, faça sua autocrítica e deixe bem claro para você mesmo qual é o seu perfil. Isso vai ser fundamental para definir tudo. Você tem múltiplas habilidades ou é muito bom em apenas uma coisa? Você é conservador ou é do tipo que enfrenta mais riscos? Você prefere programar um aplicativo ou inventar um prato novo na cozinha? Enfim, descubra-se.

Avalie o mercado

Para decidir onde pisar, você precisa conhecer o terreno. "Você pode ter uma ideia sensacional para uma startup, mas se o segmento e mercado em que ela se insere não forem grandes o suficiente, ela perderá todo o charme. Analisar uma startup significa olhar para o futuro de forma otimista. Se, mesmo assim, os números não forem atrativos, poucos ou nenhum investidor se interessará em continuar a conversa", ressalta Marcelo Toledo, autor do livro "Dono".

Seja a cura para as dores dos clientes

Depois de avaliar o mercado, foque no público. Descubra quem são seus clientes potenciais e saiba o que eles querem, do que precisam, o que lhes falta. Feito isso, crie as soluções. "Vemos diariamente aqui na Aceleratech ideias de negócio que se adequam somente aos interesses dos fundadores, e não soluções replicáveis para diversos públicos. É claro que é essencial trabalhar com algo que você ama, e que te traz realizações. Mas nós sempre falamos aqui na Aceleratech que você tem que saber se você gosta de empreender ou se você gosta da sua ideia. E isso é essencial", afirma Caroline Piguin, da Aceleratech.

"Quanto maior o problema (e o número de pessoas que o tenham), mais sucesso vai fazer sua startup. Então, esse é um ponto que você deve ter na ponta da língua, tanto no seu discurso para clientes quanto para investidores", complementa Caroline.

Conteúdo desenvolvido pelo Administradores.com exclusivo para o meuSucesso.com

Comentários