Finanças

Qual é a importância do capital de giro para a expansão da minha empresa?

23/04/2014 • por meuSucesso .com

Entenda o conceito de capital de giro, sua finalidade e por que administrá-lo bem é importante

Visualizar um futuro favorável para uma organização. Esse fator, sem dúvida, é comum entre empreendedores e executivos de todas as empresas. Todos desejam que seus negócios – ou aqueles dos quais estão à frente – deem certo e prosperem. O simples fato de quererem, no entanto, não significa que vão conseguir realizar com sucesso. É preciso planejamento, organização e, claro, verba.

Por isso, a preocupação com as finanças e, principalmente, cuidar da eficácia do capital de giro é muito importante para a expansão de uma organização. Ele representa grande parte do total de ativos da empresa e é fundamental para comprar mercadorias e materiais, estocar, vender e receber o dinheiro das vendas. Portanto, exige um esforço ainda maior do administrador, se comparado ao capital fixo.

“Uma empresa sem capital de giro fica engessada, ou seja, impedida de crescer. Normalmente, uma empresa sem capital de giro está vivendo na sobrevivência e com recursos de terceiros”, destaca Dora Ramos, especialista em contabilidade e diretora responsável pela Fharos Assessoria Empresarial.

No atual contexto de mercado globalizado e de ampla concorrência, exige-se do administrador cada vez mais um apurado conhecimento das influências externas e internas com que sua empresa se depara.  Ter esse alinhamento estratégico em um empreendimento potencializa os objetivos de médio e longo prazos da organização, permitindo aferir resultados diretos e indiretos. Assim, compreender a finalidade do capital de giro é fundamental.

A importância da administração do capital de giro para uma expansão

Em uma expansão, as condições específicas de cada empresa e as características do mercado devem ser sempre analisadas. De acordo com Lúcio Fernandes, presidente do Sescon-RJ (Sindicato das Empresas de Serviços Contábeis, Assessoramento, Perícias, Informações e Pesquisas do Rio de Janeiro), através dessa análise, principalmente a condição financeira da organização, o empreendedor abre um leque muito amplo para pode evoluir.

“O capital de giro pode ser usado para que a empresa dê um salto de patamar, ou seja, utilizado para investimentos, melhorias e aquisições de outras empresas. No mercado empresarial é necessário estar atento às oportunidades que acontecem no dia a dia, e a empresa tendo esse recurso pode e deve aproveitar a disponibilidade desse capital e sair na frente das empresas que não o tiverem”, conclui Lúcio Fernandes.

Conteúdo desenvolvido pelo Administradores.com exclusivo para o meuSucesso.com

Comentários

Leia também