Empreendedorismo

Guia completo para buscar sua ideia e empreender em 2017

3/04/2017 • por Bruno Perin

Quais são os passos que devemos seguir ao empreender? Esta dúvida é, com certeza, a de muita gente e neste artigo ajudamos você a encontrar os 7 passos para colocar o seu negócio no ar.

Nada como o primeiro passo. Quantas vezes na sua vida você tomou uma decisão muito importante sobre o que acreditava ser um caminho a ser seguido, mas logo se deparava com a visão da nova jornada e tomava um choque de não saber como percorre-la?

Muitas vezes percebemos uma simples oportunidade de mercado e já pensamos que seria interessante colocar em ação. A resposta que damos a essa situação é tornar-se empreendedor.

Ou ainda estamos cansados de trabalhar para os outros, queremos o nosso suor para construir algo próprio. Novamente, a resposta é tornar-se empreendedor.

E existem algumas pessoas que pensam nisso apenas pelo Glamour, veja mais nesse vídeo – O Glamour empreendedor.

São diferentes formas que despertam essa intenção de entrar no universo empreendedor, porém, o medo de dar o primeiro passo é tão natural quanto aquela travada na prova, na época de colégio. Principalmente quando não nos aprofundamos na ideia, o que é a grande maioria das vezes.

Conforme se aproxima o momento de decidir fazer algo para empreender, a insegurança de não ter um projeto mais sólido, muitas vezes faz com que adiemos nossos planos.

Outras vezes gera a conclusão, preciso de uma ideia melhor.

De qualquer forma, começar com uma ideia sólida, com conceitos testados e aplicação estruturada é a melhor forma de dar o primeiro passo... Mas, como conseguir isso? Com este objetivo resolvi montar as 7 etapas para você conseguir encontrar uma ideia com consistência para começar sua Startup.

#1 PROCURE UM PROBLEMA QUE VALHA A PENA SER RESOLVIDO

“Começar um negócio pensando em uma solução antes do problema é igual a começar uma casa pelo telhado.”

NADA É MAIS IMPORTANTE QUE ISSO. Gostaria que você me imaginasse gritando isso, pois há anos continua sendo a causa do maior número de mortes das Startups, as pessoas criam coisas que resolvem problemas desnecessários. Elas acham que o mundo precisa daquilo, mas nem sempre é. Portanto, comece a procurar problemas amplos, que muitas pessoas tenham e sofram com aquilo.

Como: converse com especialistas da área, veja pesquisas, olhe blogs, veja discussões sobre aquele assunto.

Este vídeo explica um pouco sobre como isso acontece – Empreendedorismo não é apenas o seu problema.

 

#2 VERIFIQUE SE REALMENTE É UM GRANDE PROBLEMA

“Não há nada tão inútil quanto fazer eficientemente o que não deveria ser feito.” – Peter Drucker

Essa etapa evita você gastar muito tempo bom com oportunidades a toa. As vezes uma breve pesquisa nos apresenta alguns problemas, as pessoas optam por aquele que acham mais simpático de resolver e vão com tudo. É melhor checar e ver se realmente isso existe.

Como: saia de casa e do escritório e vá onde ele é mais perceptível, sinta ele, viva ele e verifique o quão incomodo é e quem são as pessoas que mais sofrem com ele.

 

#3 ENCONTRE AS PESSOAS PARA AJUDAR NESSA JORNADA

“Nada incrível é feito sozinho”

Não é qualquer pessoa que ache legal a sua ideia. Você pode perder tempo precioso com a pessoa errada. É encontrar pessoas que de fato possam acrescentar em algo, que estejam muito determinadas a resolver aquele problema. Procurar as pessoas certas demora mais tempo do que aceitar quem vem na empolgação inicial, mas vale muito a pena.

Como? Vá em eventos, converse com pessoas que tenham a habilidade e conhecimento que você precisa e peça indicações, esteja presente em discussões online.

Este artigo lhe passará um passo a passo muito bom para encontrar o time – Guia Definitivo Para Montar uma Equipe de Elite para Sua Startup.

 

#4 VERIFIQUE ONDE É MAIOR DOR DESSE PROBLEMA

“Os maiores incômodos das pessoas são as sementes das melhores oportunidades de empreendedorismo”

Geralmente problemas grandes geram diversos incômodos. É fundamental neste momento entender quais são as maiores dores, pois, a pior é justamente a que ninguém conseguiu sanar ainda com as soluções atuais e ali está sua melhor oportunidade. Quanto mais preciso você for em entender isso, melhor será para encontrar soluções que de fato precisam ser criadas.

Como? Conversas diretas com as pessoas que sofrem com o problema e entender precisamente o que mais incomoda.

 

#5 ENTENDA QUAIS SOLUÇÕES JÁ EXISTEM

“Não copie, inove”

A maior parte das ideias que chegam até mim em poucos segundos eu já descubro algo no Google muito similar. Isso mostra que as pessoas têm ideias para resolverem problemas, mas por incrível que pareça, não pesquisam se já existe algo similar e outras alternativas. Se já tem alguém fazendo muito bem, o melhor é encontrar outras alternativas, não invista sua energia aqui. Se existem poucas soluções e nenhuma ainda relevante é possível perceber um pouco do terreno que você está entrando e se vale a pena, afinal tem gente lá e ninguém conseguiu engrenar.

Com? Pesquise, pesquise e pesquise, a internet é sua melhor aliada para saber isso. Procurar experts também, pois as vezes eles sabem de algumas coisas que estão vindo e você não encontrou na web.

 

#6 PROCURE O NOVO

“Inovação é um passo ousado além daquilo que já existe”

A ideia da pesquisa é muito importante para ver o que já existe, mas quando falamos de Startups e empreendedorismo neste novo mundo, justamente estamos esperando soluções inovadoras. Claro que o risco é maior, mas é melhor tentar ir por esse lado do que brigar com quem já está estabelecido, o mercado vai mudar mesmo, porque não ser você que lançará a próxima tendência?

Como? Comece a fazer questões diferentes sobre como resolver o problema, procure modelos interessantes em outros meios e veja a aplicabilidade dentro do seu universo.

 

#7 TESTE COM ALGO BOM O SUFICIENTE PARA COMPREENDER

“Que não seja perfeito, mas seja feito.”

Ainda que você tenha feito todos os passos muito bem até aqui, ainda falta o grande teste final e sinceramente o que mais importa – o mercado. Falar é fácil, pesquisar e ouvir as pessoas falarem é algo muito bacana que abre a mente e lhe deixa animado para fazer algo a respeito. No entanto, nem sempre o que elas falam que querem, elas de fato compram. Portanto, quanto antes você testar o que pensou, melhor será para consolidar que você tem uma boa ideia de Startup para investir pesado sua vida nela.

Como? Desenvolva um protótipo ou teste do serviço, qualquer coisa que seja o mais simples possível para verificar se o seu conceito funciona.

 

SE VOCÊ CHEGAR ATÉ AQUI ESTÁ MUITO PRÓXIMO DE ALGO SÓLIDO PARA VIRAR UMA STARTUP

O tempo para você chegar até aqui depende de você, quanto você se dedica a fazer, o quão aprofundada são suas ações e o que realmente é feito. Mas, a questão é que se chegar até aqui e ter passado por todas essas suas etapas, você sai do meio do bolo da grande maioria das pessoas que apenas têm uma ideia e querem fazer algo, ou pesquisaram algo de forma rasa, para alguém com projeto sólido de empreendedorismo.

O apoio de pessoas, empresas, investidores e tudo a sua volta é muito maior quando a pessoa passou por essas etapas e chegou até aqui, pois foi algo construído por meio de situações que impactam muito as novas empresas. Você tem algo que é muitos mais possível de acreditar.

Neste vídeo você pode ter algumas dicas de como conseguir desenvolver o seu negócio a partir dessa ideia.

Comentários

Quem escreve

Bruno Perin

www.freelifestyle.com.br em Livro - A Revolução das Startups

Bruno Perin, empreendedor, consultor, palestrante e escritor. Graduado em administração de empresas pela UFSM, especialista em Marketing Experience, pesquisador em Neuromarketing e Startups. Integrante do grupo dos 200 maiores talentos brasileiros pelo Virtvs Group, é referência marcante da nova geração no marketing, sendo responsável por várias campanhas impactantes nas redes sociais em 2011/12. Com experiências em palestras nacionais e internacionais, é considerado fomentador do empreendedorismo e da disseminação do conceito de startup no país. Conectado com os mentores desse tipo de programa no mundo, estuda o implemento e o funcionamento das startups, sendo apontado como evangelista da Geração Y/Z. É o grande nome do Neuroempreendedorismo no Brasil e um dos maiores incentivadores atualmente.