Empreendedorismo

O que são negócios que geram impactos sociais?

27/03/2015 • por meuSucesso .com

Formalmente, são empresas privadas, com fins lucrativos, como qualquer outra

Do ponto de vista operacional, a resposta à pergunta que dá título a esta matéria é simples: um negócio social é igual a um tradicional. Na prática, porém, esses dois tipos de empreendimentos se diferenciam quanto a seus fins. Um negócio comum tem como objetivo central gerar lucro para seus sócios. Já um social tem como missão alinhar o retorno financeiro com impacto social.

"Dois grandes conceitos levam à definição de negócios sociais, marcados por uma distinção da distribuição dos dividendos", explica o documento "Métricas em negócios de impacto social", do ICE - Instituto de Cidadania Empresarial e da MOVE - Avaliação e Estratégia. O primeiro deles é o proposto pelo prêmio Nobel da Paz e fundador do Grammen Bank, Muhamed Yunnus.

Segundo a visão de Yunnus, "os negócios sociais devem gerar impacto para populações de baixa renda, e excedentes financeiros (dividendos) reinvestidos na organização, sem possibilidade de distribuição de lucros para os sócios".

Outro segmento, no entanto, defende que parte dos dividendos seja utilizada para remunerar os idealizadores da iniciativa. 

Métricas

É justamente pela dúvida gerada por essas duas definições que tanto o ICE quanto o MOVE acreditam que é importante definir métricas para mensurar o impacto social desse tipo de negócio.

"Entende-se que articular apenas uma definição para negócios sociais não se torna uma barreira para o desenvolvimento desse campo. Entretanto, é importante construir mecanismos capazes de informar o impacto social gerado", diz o texto.

Divergência jurídica

Conceitualmente, apesar de existirem duas correntes com visões distintas sobre o assunto, a definição de negócio social é mais clara. Do ponto de vista jurídico é que a coisa complica um pouco. 

Essa dificuldade se deve ao fato de, no conceito, entender-se como negócio social qualquer iniciativa que gere impacto social. Consequentemente, é comum que algumas pessoas entendam, por exemplo, ONGs como negócios sociais. Mas elas não são.

Negócios sociais são empresas privadas, com fins lucrativos e que devem se encaixar em uma das modalidades tradicionais previstas no código civil (limitada, sociedade anônima, empresário individual etc.).

Enfim, negócios sociais são instrumentos de grande importância para a promoção de iniciativas que gerem transformações sociais de alto impacto. E, nesse esforço, uma palavra é determinante: empreendedorismo.

Conteúdo Administradores.com especial para o meuSucesso.com.

Comentários

Leia também