A imagem retrata greve na Avenida Paulista
Empreendedorismo

Quando as empresas fazem greve

6/06/2017 • por Will Fernandes

Apesar de todos saberem dos prejuízos de uma greve, muitas empresas parecem que estão em greve contínua

Hoje, vivemos dias de muitas mudanças, dias de muito debate, dias de notícias contraditórias, pois vivemos dias de muitas incertezas. E essa montanha russa de emoções também está presente no dia-a-dia da sua empresa. É mudança nas leis trabalhistas, no plano de aposentadoria, nos impostos, enfim, em quase tudo. Essa turbulência aumenta ainda mais e mais com as greves. A greve, talvez seja a medida mais drástica para uma empresa.

Não importa quem você é, mas em algum momento da sua vida, você já foi afetado por uma greve. Seja uma greve nos transportes, nos bancos, nos correios, em algum instante da sua vida, a sua empresa já foi abalada pelos tremores e temores de uma greve.

Mas, apesar de todos saberem dos prejuízos de uma greve, muitas empresas parecem que estão em greve contínua! Vou te explicar: diversas firmas estão vivendo uma verdadeira greve online. É greve de recomendações positivas, greve de seguidores nas redes sociais, greve de tráfico no site, e a mais grave - a greve de vendas.

Tendo dito isto, diferente das greves off-line, as greves online não são tão difíceis de resolver, visto que, você empresário(a) não precisa negociar com sindicatos, associações ou colaboradores. Mas você precisa negociar com alguém muito importante, é esse alguém que as vezes é o que mais te coloca para baixo, é esse alguém que mais duvida do seu potencial, é esse alguém que muitas vezes te faz ter vontade de desistir. Esse alguém é você! Como businessman ou businesswoman, você é responsável pela greve e nenhum consultor, coach ou guru pode te ajudar se você não quiser sair dela.

Agora a boa notícia é que se você quiser, você pode sair dessa greve de resultados negativos até bem rápido. Sabe como?

- Trabalhando.

Disse o sábio Rei Salomão que é bom para o homem (o ser humano) desfrutar das recompensas do seu trabalho, mas como você pode desfrutar das recompensas se você vive em greve? No texto abaixo vou passar 3 insights para a sua empresa sair dessa greve online.

#1 Simplifique

Pare com tudo que não é essencial. Falo com empresários que estão sufocados tentando fazer SEO, AdWords, Facebook, Newsletter, Blogs, Updates no site, Propagandas em Portais - tudo ao mesmo tempo. Pode ser que sua empresa não precise investir em tantas plataformas no momento.

#2 Foque

Quais são as atividades on-line que mais geram resultado para você? Procure saber de onde vieram os clientes e os lucros dos últimos 12 meses. Se nenhuma atividade on-line deu certo pare tudo e recomece passo-a-passo. Se você descobriu quais atividades deram certo, foque nelas ao invés de ficar procurando a “próxima grande sacada”, foque apenas naquilo que te gera receita.

#3 Escale

Após você simplificar o marketing online apenas para as coisas essenciais, foque o seu investimento naquilo que gera receita.  O próximo passo para sair da greve é escalar as atividades online para alcançar o maior resultado possível. É importante que você seja prudente na escala online, controle seu orçamento, aumente o seu investimento pouco a pouco e os resultados virão.

Por fim um simples, mas importante lembrete: “Muitas vezes a diferença entre vencer ou perder é apenas não desistir” – Walt Disney

Comentários

Quem escreve

Will Fernandes

Diretor em North Vzon

Will Fernandes é empreendedor na área de Marketing Digital em Sydney, Austrália. Will trabalha com PME's, Governos locais e empresas Fortune 500. Will presta consultoria de marketing digital, Pro-Bono, para ONGs e Institutos focados no meio-ambiente, assistência social e erradicação da pobreza.