Entre um pai e um empreendedor, muita semelhança e uma certeza: um ou outro dá muito trabalho mas com certeza, vale cada noite mal dormida.


O próximo domingo, dia nove de agosto, comemorar-se-á, no Brasil, o Dia dos Pais, uma data comercial que movimenta o setor de presentes e estimula uma série de sentimentos de pais para filhos. Quantas lições são possíveis tirar dessa relação entre duas ou mais gerações? Legado, exemplo, incentivo, propósitos compartilhados e muito mais. De pai para filho pode ter a ver com uma herança, com a sucessão em uma empresa, com uma sociedade e com muito aprendizado.

O empreendedorismo de um pai pode estimular o filho a seguir o mesmo caminho, apoiado pelo exemplo daquilo que vivenciou ao longo de sua vida. Crescer em um ambiente em que os pais tocam seus negócios e empreendem em suas vidas, torna-se um terreno fértil para os filhos que se espelham nas atitudes dos progenitores. Neste dia dos pais, em meio a uma pandemia, os aprendizados devem ser ainda maiores acerca de todas as dificuldades que praticamente todos os setores do mercado enfrentam neste momento da economia.

Semelhanças entre um pai e um empreendedor

Qual é a analogia que pode ser feita entre um empreendimento e um pai? Ora, quantas vezes você já ouviu alguém chamar a própria empresa de filho? Pois é preciso cuidar, zelar, investir tempo, dinheiro e conhecimento tanto na criação de uma empresa quanto do seu filho. Quais são as semelhanças entre pai e empreendedor?

  1. Responsabilidade – não há como ser pai sem ter um senso de responsabilidade, tampouco, ser um empresário sem assumir isso para si;
  2. Ser exemplo, liderar pelo exemplo – palavras ensinam, mas exemplos arrastam. Isso vale perfeitamente para os dois papéis, o de líder e dono de um negócio e o de pai;
  3. A hora certa não existe – se você ficar esperando o momento ideal, a estabilidade financeira ou o melhor cenário para ter um filho ou para empreender, seus sonhos nunca sairão do papel.
  4. Planejar é essencial, mas conte com o imprevisto – tanto numa gestação quanto numa empresa, o que está na teoria é somente teoria. Sabe aquele ditado que diz, jogo é jogo e treino é treino? Tudo pode mudar, seja resiliente!
  5. Educar é difícil – criar e estabelecer uma cultura na sua empresa não é tarefa fácil, principalmente pra ela fluir da maneira esperada, da mesma forma que educar seu filho nos trilhos de valores e virtudes, também não será.

Muitas empresas constituídas há muito tempo passam por momentos em que seus pais entregam o bastão para que seus filhos comandem a companhia em algum momento. No meuSucesso já tivemos alguns estudos de caso em que isso aconteceu ou foi planejado. Renata Vichy, da Kopenhagen assumiu a empresa comprada pelo pai e, além dela, Janguiê Diniz também preparava os herdeiros do grupo Ser Educacional para o futuro. No último estudo de caso lançado, ‘Tempo de Virada’, o protagonista Daniel Castanho acabou seguindo os passos do pai ao empreender na área de educação. Quais são as lições que os pais passam aos seus filhos sobre empreendedorismo?

1. Deixe um legado para a sociedade;

2. Seu nome é valioso, preze;

3. Errar faz parte, tome riscos;

4. Nem todo negócio vai dar certo. Tente outra vez;

5. Sonhe grande mas mantenha os pés no chão;

6. Não há nada de errado em ganhar dinheiro;

7. Não faça só por dinheiro, tenha um propósito;

8. É preciso coragem;

9. Você nunca saberá tudo, aprenda todos os dias;

10.  Ame fazer o que se propuser;

11.  Planeje e execute!

Que tal passar este Dia dos Pais aquecendo seus planos de empreender? Reúna aí aquilo que você aprendeu com seu pai e o prestigie nessa data apostando em um negócio! Compartilhe com ele seus planos e ouça a voz da experiência, agregue a sua juventude com a sabedoria e dê o primeiro passo! Gostou desse conteúdo e quer receber semanalmente os artigos do blog? Faça sua assinatura na nossa newsletter, é grátis!

Aline W de Paula