Pessoas

Como demitir um funcionário de maneira discreta e profissional

19/09/2014 • por meuSucesso .com

Não há uma maneira agradável de noticiar a perda do emprego para alguém, mas existem algumas dicas que você pode incorporar

Qual executivo nunca precisou demitir um funcionário de sua empresa? Realizar o desligamento não é uma tarefa fácil e não deve ser subestimada pelas lideranças e funcionários que ocupam cargos de gerência, independente do tamanho da companhia. Algumas optam por contratar um profissional especializado em demissões para realizar essa missão que, ao que parece, é temida tanto pelos chefes quanto por quem vai ser demitido.

Não há uma maneira agradável de noticiar a perda do emprego para alguém, mas existem algumas dicas que você pode incorporar na hora de demitir um funcionário para evitar  problemas futuros.

Abaixo, reunimos algumas dessas importantes dicas para que você entenda como dispensar um funcionário da maneira correta e profissional e - principalmente - sem drama.

Confira:

  1. Antes de tudo, siga todas as regras e procedimentos previamente estabelecidos pela empresa para o desligamento do funcionário. Independentemente do porte da companhia, você deve passar por algumas etapas burocráticas para oficializar o pedido de demissão.

  2. Nunca pegue o funcionário completamente de surpresa. Antes de demitir, ofereça oportunidades para que ele se redima da sua falta e repare aquilo que você considera inapropriado. Faça reuniões para expor suas insatisfações e esclarecer o que você espera do funcionário. Se ele não atender suas demandas no prazo estipulado é que você pode partir para a demissão, de fato.

  3. Trate o funcionário a ser demitido da mesma forma que gostaria de ser tratado. Esclareça que, apesar das diferenças entre as atitudes como profissional e as demanas da empresa, você o respeita. Não é necessário tratar o outro com aspereza, mas com brandura para que a pessoa absorva a notícia - que, lembra-se, nunca é boa - de sua demissão com suavidade e não como uma queda de um penhasco.

  4. Se você sentir que há necessidade, elabore uma carta para demitir o funcionário. No texto, enumere as razões da demissão de forma clara e concisa. Embora não seja obrigatório por lei, a carta de demissão ajuda o ex-funcionário a entender onde errou, para que melhore na sua próxima experiência. Além disso, é uma garantia para a empresa, caso o empregado deseje abrir um processo por demissão indevida.

  5. Por último, deixe claro que a contribuição daquele funcionário foi importante para os resultados da empresa. Mesmo demitido, sentir que teve seu valor reconhecido pode ser importante para que aquele profissional siga sua carreira.

Comentários