Pessoas

O que impede a Gestão Colaborativa?

2/09/2016 • por Luciana Kimi

Existe alguma fórmula para fazer a colaboração funcionar? Como manter a motivação constante?

Já faz um tempo que escrevo sobre colaboração e recentemente sobre Gestão Colaborativa. Recorde lendo os posts "Mitos sobre colaboração" e “7 Insights sobre Gestão Colaborativa”.
 
Também já tratei de desmistificar algumas questões. Relembre nos curtas:
Mito#1 Gestão colaborativa é trabalhar como voluntário e não receber nada por isso”;
Mito#2 Não há conflito na gestão colaborativa”;
"Mito#3 Temos que nos tornar iguais para trabalhar de forma colaborativa”.
 
Mas a dúvida ainda persiste… Existe alguma fórmula para fazer a colaboração funcionar? Como manter a motivação constante? Como obter resultados máximos, das pessoas envolvidas?
Não… não existe fórmula secreta.
Não… não garanto motivação constante e infinita.
Não… não trato de performance máxima.
 
Sabe por quê? Porque não entendo as pessoas como engrenagens, não as trato como processo ou parte de uma linha de produção.
Preservo algo que é mais valioso para o ser-humano, a liberdade. Sentiu o perigo?
 
Então, como faz?
Respondo fazendo algumas perguntas para gerar reflexão. Então vamos lá! Você:
  1. Sente-se ameaçado com questionamentos?
  2. Gosta de trabalhar sozinho porque rende mais?
  3. Não suporta ter sua ideia questionada?
  4. Não gosta de ver a liderança mudar por conta de uma aptidão específica?
  5. Gosta de resultados rápidos?
  6. Quer ser sempre o líder?
 
Existe um herói que foi construído de forma brilhante. Ele é sombrio, solitário, inteligente, humano (não foi abduzido, nem trazido de outro planeta, nem picado por algum animal) e tem um passado da qual tira suas forças para enfrentar seus inimigos. Se identificou? Sim, ele é o Batman. Gostamos dele porque é o arquétipo perfeito da jornada do herói. Não compartilha suas dores, seus medos, seus objetivos, ou melhor compartilha com aquele que considera seu mentor.
 
Pois bem, para fazer a colaboração funcionar, precisamos passar pela desconstrução do herói e da criação do inimigo. Precisamos dar vazão aos questionamentos, criar espaços propícios para conversação e para cocriação. 
 
Liberdade para liderança fluir, mudar quando for preciso. Lembra do post “Deixe fluir, deixe emergir”?
 
Estas são as bases iniciais para inovação. O futuro está na construção coletiva, na inteligência exponencial que não é fruto da soma do número das pessoas envolvidas, mas sim do resultado das infinitas possibilidades que podem acontecer quando dois ou mais seres-humanos se encontram para conversar e criar.
 
Deixo aqui o link de vídeo “Murmuration" que me inspira há anos. Espero que gostem.
 
Até a próxima.

Comentários

Quem escreve

Luciana Kimi

founder em THEMPERO - cocriação, arte e inovação

É especialista em Gestão Colaborativa, Design de processos e negócios. Entende que a vida é uma prática de constante transformação, por isso mantém o ayurveda como filosofia e a paixão pela dança e pela arte como fontes de inspiração. É mãe de uma menina linda, atualmente seu maior tesouro

POR Luciana Kimi

Deixe as pessoas em paz

0 0