Inovação e TI

Aceleradora: o que é e como conseguir apoio para sua startup

23/04/2014 • por meuSucesso .com

Organizações que buscam startups promissoras, com o objetivo de ajudar seus idealizadores a consolidarem suas ideias e estabelecerem seus negócios no mercado.

Com o boom das startups nos últimos anos, diferentes recursos que possibilitam a existência e desenvolvimento de empresas dessa categoria surgem e crescem internacionalmente. Criadas com essa visão, assim como com os investimentos-anjo e outros programas de apoio a empresas iniciantes de alto impacto, as aceleradoras são um conceito mais recente. Essas organizações buscam startups promissoras, com o objetivo de ajudar seus idealizadores a consolidarem suas ideias e estabelecerem seus negócios no mercado.

Aceleradoras não são iguais a incubadoras, é importante destacar. As primeiras se diferenciam por investirem em startups chamadas escaláveis, que tenham potencial para crescer rápido. Elas criam programas com tempo já determinado, portanto, para a expansão das startups que assistem. "Por ser um curto período de tempo, faz mais sentido trabalhar com empresas que tenham agilidade e flexibilidade nesses quatro a seis meses de duração, enquanto nas incubadoras as empresas passam anos fazendo estudo de laboratório", afirma Anthony Eigier, sócio da aceleradora brasileira Tree Labs.

Outra característica dessas empresas é a metodologia melhor estruturada para aproveitar o tempo pré-estabelecido e buscar o cumprimento de metas de forma mais eficaz.  Geralmente as aceleradoras fornecem ao empresário escolhido para participar de seu programa, além de acesso a mentores e investidores, uma gama de profissionais como designers, especialistas em marketing e  empreendimento, além de outros, que o orientem e aconselhem quanto ao modelo de negócios que deve ser desenvolvido para alcançar sucesso. Esse time de especialistas dá as ferramentas para fazer as startups crescerem e fornece feedback aos empreendedores conforme os resultados são alcançados.

Como participar e conseguir apoio de uma aceleradora?

O processo para participar das aceleradoras é aberto,  ou seja, qualquer empreendedor pode tentar, o que eleva o nível de competitividade. Algumas fases caracterizam esse processo de "aceleração" das startups. A primeira é a consciência, isto é, quando empreendedores tomam conhecimento desse tipo de investimento, o que geralmente acontece através de redes sociais e sites. Depois disso vem a aplicação, fase em que os idealizadores adentram no processo de seleção das aceleradoras, através de vídeos ou apresentações.

Dificilmente um empreendedor sozinho é aceito, a preferência é dada a equipes, pelo volume de trabalho que deve ser feito em um curto espaço de tempo. Características como dedicação, adaptabilidade e diversificação são muito valorizadas na hora da escolha. Na fase do programa em si, as empresas focam no desenvolvimento de suas ideias e produtos, continuamente, com ajuda da equipe de especialistas da aceleradora.
Usualmente, o programa acaba com o demo day, em português, "dia de demonstração", que é um evento organizado pela aceleradora para apresentar as startups e seus produtos a possíveis investidores.  Nessa fase, o objetivo é conseguir financiamento adicional. Logo após o demo day as startups passam a ter que se virar por conta própria. Aquelas que conseguirem investimentos podem continuar sendo assistidas pelas aceleradoras, o que não é a regra. 

Como as aceleradoras ganham

No Brasil, já há várias aceleradoras bem-sucedidas, como ACE, Aceleradora, Tree Labes, 21212 e Start You Up, por exemplo. A vantagem para essas empresas ao dar suporte a startups é o recebimento de participação acionária nos empreendimentos que apoiam. 

O valor da participação para a startup

O principal valor para o empreendedor contemplado por uma aceleradora, além do investimento e dos treinamentos e cursos, é a chance de conviver com outras equipes de outras empresas, pois geralmente os diferentes empreendimentos escolhidos por uma aceleradora trabalham num mesmo local (e são atendidos pelo mesmo time de experts). Assim, a criação de uma rede de contatos nesse processo, com o acesso a players, investidores e pessoas com conhecimento no setor de atuação de cada empresa, é inestimável, e pode gerar ainda outras oportunidades de expansão para tais startups. É bom, você, como empreendedor saber quais são os problemas mais comuns na sua startup e estar preparado para isso. Normalmente, uma aceleradora irá ajudá-lo a minimizar esses erros que são comuns em empreendimentos iniciantes.

Conteúdo desenvolvido pelo Administradores.com exclusivo para o meuSucesso.com

Comentários