Inovação e Tecnologia

Você sabe analisar tendências para gerar insights? - por Marcos Bedendo

7/07/2015 • por Marcos Bedendo

Marcos Bedendo explica maneiras de observar e analisar as tendências tanto de mercado quanto sociais para gerar negócios

Hoje, gostaria de comentar como é possível encontrar oportunidades olhando para possíveis tendências de mercado. Estas informações são relativamente simples e normalmente disponíveis para consulta, basta saber olhar com atenção. De modo geral, podemos antever tendências olhando para questões sóciodemográficas e comportamentais. 

Olhar para a evolução sóciodemográfica da população é um exercício que pode trazer enormes potenciais de negócios. Por exemplo, há cerca de 15 anos o Brasil começou a aumentar o potencial de consumo dos seus habitantes, aumentando a renda e a disponibilidade de crédito de uma grande parcela da população. Este fenômeno não surgiu inesperadamente. Desde a estabilização da moeda os economistas e administradores afirmavam que tal movimento poderia acontecer.  A hoje chamada “ascensão da classe C” se concretizou e alguns conseguiram aproveitar muito bem esta tendência, outros nem tanto. 

Vejam os casos de grandes lojas de roupas como Renner e Riachuelo. Elas passaram por processos de transformação e crescimento muito intensos explorando o potencial de compra desta parcela da população, lançando produtos e inaugurando novas lojas. A mesma coisa aconteceu com redes de alimentos, como o Habib´s, que passou a oferecer comida a la carte para esse novo público que com renda disponível para fazer as refeições fora de casa, queria ser servido por um garçom. Quais são as tendências sóciodemográficas para os próximos anos? Certamente a população ficará mais velha. Quem terá o potencial de se aproveitar disso? Também estamos vendo o aumento do número de empreendedores. Como isso pode trazer oportunidades para pessoas que forneçam serviços para estas pessoas? 

Já quando falamos em observar questões comportamentais, buscamos entender como as pessoas vem mudando seus hábitos, e as oportunidades que podem surgir dessas mudanças. Um exemplo recente é o aumento da preocupação das pessoas com medicina preventiva. Muitas pessoas que só frequentavam médicos quando apresentavam algum sintoma, hoje procuram fazer exames regulares, se valendo de seus planos de saúde. Este é um novo comportamento que leva a um aumento no número de fornecedores deste mercado, como clinicas especializadas, laboratórios de análises clinicas, e materiais e equipamentos médicos. Grandes grupos cresceram deste novo comportamento, como o Delboni Auriemo e o Fleury, que se tornaram grandes redes. 

Outros comportamentos que seguem um tendência similar é a preocupação com a aparência do corpo. Precisamos não só ser saudáveis, mas parecer saudáveis também. Ao buscar um corpo mais bonito através do esporte ou outras práticas, dezenas de negócios passam a surgir, como academias de ginastica, roupas de ginástica, personal trainers, equipamentos esportivos, clinicas de estética. Muitas empresas grandes, como Bio Ritmo, Track&Field e outras, surgiram de empreendedores que viram na preocupação com a aparência uma oportunidade.

E quais serão as próximas? É preciso manter olhos e ouvidos abertos, mas outra forte tendência é a procura por alimentos mais saudáveis.

Além do sucesso de marcas como Jasmine e Nutry, de alimentos naturais, já vemos hoje revendedores exclusivos deste tipo de produto, como a rede Mundo Verde, um novo mercado que parece ainda tem muito espaço para expandir.

Antes de finalizar, uma última dica: não tenha medo de misturar as diferentes maneiras de captar insights que detalhei nestes artigos. É daí que vem as melhores ideias! Bons insights, e bons negócios!

Comentários

Quem escreve

Marcos Bedendo

Sócio Consultor em Brandwagon Consultoria de Marca e Inovação

Professor de cursos de pós-graduação em instituições como ESPM-SP, FIA-PROVAR e FAAP, lecionando assuntos relacionados à gestão de marketing e marcas. Oferece também cursos na Casa do Saber. Realiza palestras em empresas nacionais e multinacionais sobre marcas, marketing, e inovação. É sócio-consultor da Brandwagon, consultoria especializada em processos de criação e gestão de marcas e inovação. Colabora com análises sobre marketing para veículos como Exame, Época Negócios, Isto É Dinheiro, UOL. Atualmente possui o blog “Branding, Consumo e Negócios”, na Exame.com. É autor do livro “Branding para Empreendedores”, com lançamento em Março de 2015

Mais Colunas