A margem de lucro é uma medida de rentabilidade que é acrescentada aos custos totais de um produto ou serviço. Isso forma o preço final de venda e define o lucro que o negócio terá sobre aquela comercialização


A Black Friday é a época do ano mais aguardada do comércio. Neste tempo, é importante saber como calcular a margem de lucro, pois os descontos viram foco principal das ações de vendas e marketing. Ou seja, para que seja possível realizar uma ação promocional válida e também lucrativa, é preciso levar em conta a porcentagem de lucro no planejamento.

Os descontos da Black Friday mexem diretamente com as margens de lucro bruto e líquido e você precisa se atentar que são valores diferentes. Vamos te explicar melhor. 

Margem de lucro bruto

Esta margem está relacionada com o valor gasto para realizar o serviço ou fabricar o produto da sua empresa. Geralmente é associado com a determinação do preço de cada produto que será comercializado. Para calcular, basta seguir a seguinte fórmula:

Margem de lucro bruto = Lucro bruto / Receitas totais

Vale ressaltar que o lucro bruto é a diferença entre o valor do faturamento e os custos de execução do trabalho. 

Por exemplo, se, durante o mês de maio, sua empresa faturou R$120 mil e teve custos de R$90 mil, seu lucro bruto foi de R$30 mil. Então, divide-se os R$30 mil pela total de R$120 mil e multiplica-se o resultado por 100 para ter a porcentagem. Neste caso, portanto, sua margem de lucro bruto é de 25%.

Margem de lucro líquido

A margem líquida envolve tanto os custos para executar o serviço quanto despesas fixas e variáveis como tributação sobre folha, impostos sobre faturamento, despesas da sede (aluguel, água, luz, telefone etc) e despesas com os funcionários. Isso mostra o lucro como empresa e não apenas por produto. Assim, a fórmula fica:

Margem de lucro líquido = Lucro líquido / Receitas totais

Sendo o lucro líquido calculado pela diferença do lucro bruto, os custos de execução do trabalho e despesas fixas e variáveis.

Resgatando o exemplo acima, vamos supor que esses outros tipos de gastos somam R$6 mil. O lucro líquido será R$ 120.000 – R$ 30.000 – R$ 6.000 = R$26.000. Dividindo estes R$26 mil pela receita total de R$120 mil e multiplicando por 100 para obter o porcentual, a margem de lucro líquida será, assim, de 20%.

Com esta porcentagem, você consegue identificar o que realmente sobra do preço determinado e avaliar o cenário financeiro do negócio. Vale salientar que cada empresa possui uma margem de lucro ideal que depende de diversos fatores, como o setor de atuação, as atividades da empresa e o tipo de produto fornecido. Ainda assim, de acordo com especialistas da área, existe uma média para cada setor: 

  • Setor de serviço: 20%
  • Setor de comércio: de 10 a 15%
  • Setor de indústria: de 6 a 8%

Além disso, para garantir que a taxa de desconto concedida não prejudique o negócio, é essencial considerar outros indicadores no delineamento da margem de lucro. O ROI e o fluxo de caixa são duas métricas fundamentais neste momento. 

O ROI mede os rendimentos obtidos a partir de um investimento. Isso mostra se a empresa ganhou ou perdeu dinheiro em relação ao que foi investido dando um panorama sobre quais aplicações estão dando certo e quais precisam ser otimizadas. Mas, neste caso, o mais importante é que ele ajuda a responder quais são as maiores fontes de lucro do negócio te dando, assim, insights de onde pode ser válido fazer uma ação promocional. Portanto, é imprescindível que todo empresário saiba como calcular o ROI

O fluxo de caixa é um instrumento que acompanha todas as entradas e saídas de dinheiro no caixa da empresa. Ele garante que você tenha uma visão real da situação financeira do seu negócio e te permite analisar gastos futuros que podem ter grande ou pouco impacto no lucro, por exemplo. 

Com estes fatores em consideração, também é preciso se atentar a fechar o planejamento do mês e/ou do ano com um EBITDA positivo. Um dos indicadores mais utilizados na análise de empresas por investidores de ação, indica o potencial de geração de caixa de um negócio. A fórmula é:

EBITDA = Lucro operacional líquido + Depreciações + Amortizações

Sendo o lucro operacional líquido, também conhecido como EBIT, medido através do cálculo:

EBIT = Receita líquida – Custo dos produtos vendidos – Despesas operacionais

A depreciação é a redução de valor de bens por obsolescência natural ou desgaste ao longo do tempo. A amortização representa a diminuição gradual de ativo intangível, como direitos autorais e patentes. 

Dessa forma, aliando fatores como ROI e fluxo de caixa é possível calcular a margem de lucro na Black Friday. Além de estabelecer a taxa de desconto neste período sem afetar de forma negativa o departamento financeiro da sua empresa. E, consequentemente, terminar o mês com EBITDA positivo. Você também pode atrelar isso com outras estratégias para a Black Friday

O que foi apresentado aqui é apenas uma pequena parte do universo financeiro. A plataforma do meuSucesso tem vários conteúdos exclusivos para você que quer aprender mais sobre lucro, oportunidades de gerar lucro, planejamento e gestão financeira. Tudo isso com os maiores nomes do empreendedorismo brasileiro. Então, aproveite a oportunidade da Black Friday do meuSucesso e garanta agora mesmo um voucher de R$120 na assinatura e 7 dias grátis. Não perca a chance expandir seus conhecimentos e turbinar seu negócio.